quarta-feira, 4 de maio de 2011

O prêmio

Oi Dr. Moacir,

Bom dia para o Senhor. Primeiramente, obrigado por essa oportunidade! Achei muito bacana essa sua idéia de pedir pra gente te escrever, faz muito tempo que eu não escrevo assim, de próprio punho e com caneta. Eu anoto tudo que me passam, anoto as reuniões, mas isso é diferente. Me lembrou quando eu escrevia carta pra Rosilda, minha esposa.
Dr. Moacir, em princípio eu achei muito estranha essa sua idéia de perguntar pra todos qual seria o prêmio ideal que cada um gostaria de ganhar ao cumprir suas metas. O Senhor endoidou, foi?! Mas tudo bem, é um direito seu querer ouvir a turma. Fico aqui é pensando que o Senhor vai ouvir cada coisa... Ai meu Deus, tenho até dó dos seus ouvidos.
Dr. Moacir, eu pensei tanto nessa sua pergunta que quase fundi meus miolos. Assim que o Senhor fez a pergunta, a primeira resposta que me veio na cabeça foi um carro zero, assim igualzinho ao do Senhor. Não xinga não! Só tô sendo sincero, afinal de contas não foi isso que o senhor pediu? Eu mesmo dei risada da minha pretensão, mas que eu pensei, pensei! Também podia ser uma casa lá naquele condomínio chique que o Senhor mora, mas aí eu pensei na quantidade de gente que tem nesta empresa e tratei logo de dispensar meus pensamentos.
Dr. Moacir, o Senhor me colocou numa sinuca de bico. Qual o prêmio ideal pra mim? Ah! Dr. Moacir, o Senhor não podia ter pedido isso pra mim não! Tem vinte anos que eu to aqui, o Senhor vai receber carta de todos aqui da empresa, cada uma mais bacana que a outra. O que será que essas minhas "palavrinha" aqui vão fazer no meio desse monte de carta?
Eu pensei, pensei, juro pro Senhor que pensei, mas não sei te falar.
Eu até pesquisei no dicionário a palavra prêmio pra entender melhor, prêmio é algo concedido à alguém como reconhecimento da excelência em determinado campo. Tirei o excelência porque fiquei constrangido com a força da palavra e deixei só o reconhecimento. Tá bom pra mim!
Se prêmio é reconhecimento, eu tava pensando aqui, o quê que o Senhor acha de começar pedindo para as pessoas reconhecerem umas às outras? Penso que seria muito bom! Já imaginou a turma dos engenheiros reconhecendo o trabalho dos porteiros, das copeiras, da turma da limpeza? Já imaginou Dr. Moacir, a equipe de vendedores reconhecendo a importância da turma que monta as cargas aqui de madrugada, enquanto eles estão dormindo? E a turma da produção reconhecendo a importância do DP que faz a nossa folha todo mês? Reconhecer pra mim, Dr. Moacir, é enxergar o outro como pessoa, como cidadão, como profissional. É respeitar independente do modelo da cadeira que se assenta. É entender que o meu uniforme de porteiro é meu orgulho e que passou esta porta pra dentro, ele vale tanto quanto os ternos da equipe de vendas. Bom dia, parabéns, obrigado são pequenos reconhecimentos que nos motivam a fazer grandes mudanças.
Um minuto de reconhecimento de cada um por dia, no fim do ano juntaria um reconhecimento enorme, não acha? Aí sim, o prêmio seria dado pra quem mais soube reconhecer os outros.
Sobre qual seria o prêmio, embora muito agradecido com a oportunidade, eu vou encerrar esta sem te falar assim, concretamente o prêmio ideal. Isso aí o Senhor é que decide. Agora, se o Senhor não achar muito louca a minha idéia do carro, estamos aí né!

Leila Rodrigues

4 comentários:

  1. Cada um tem o prêmio que merece.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto!
    Talvez algumas pessoas digam que eu tenha uma visao muito pequena das coisas, ou que nao tenha ambiçao, mas eu vejo as coisas assim...reconhecimento, como o que esta no texto, e premio cada um da de acordo com o que acha correto, acho que premio a gente nao escolhe, a gente simplesmente ganha.

    ResponderExcluir

Obridada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quizer.
Grande abraço