quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Para Drummond



No meio do caminho tinha uma pedra
Aproveitei pra descansar
Sentei-me
Olhei para trás
Revi o caminho percorrido
Refiz a rota
Calculei os riscos
Respirei fundo
Continue a caminhar

E sigo a encontrar  outras pedras
Que me fazem parar
Que me fazem seguir
Ah se não fossem essas pedras!

Leila Rodrigues - com toda admiração e respeito a este grande Mestre.

34 comentários:

  1. Bela homenagem ao poeta Drummond feita com jeito de quem sabe lapidar, e bem, as pedras do caminho.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  2. Querida junto-me a ti para reverenciar o grande poeta Drummond.
    Lindo! Parabéns pelo post.
    Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  3. Que linda essa homenagem. Um primor os versos. Drummond é um mestre . Adorei passear um pouco aqui, gostei tanto que vou seguir sua linha do horizonte.Beijos grande no coração!

    ResponderExcluir
  4. Leila, tudo bem?
    Que lindo poema!
    Maravilhoso, uma proposta delicada e sábia.
    Parabéns!
    Leste muito bem a alma de Drummond.

    Abraços e ótimos dias :)

    ResponderExcluir
  5. Pedras em nosso caminho... são obstáculos de aprendizado e crescimento.
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  6. Belo alvorecer minha amiga fidalga!
    A escolha foi genial,com uma definição emoldurada...
    Saudades mil!
    Bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Lindo poema de Drummond...Lindo seu cantinho...
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  8. Oi Leila,
    Este poema do Drummond é lindo, um ícone!
    Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  9. E que essa pedras sejam sempre refúgio de descansos,,,sejam pedaços de um castelo de poesias a se construir...beijos de bom final de semana pra ti querida.

    ResponderExcluir
  10. Ai Leila!Como ficou bonita sua homenagem ao poeta!Eu adorei!Bjs e bom fds!

    ResponderExcluir
  11. Olá,Leila!!!

    Linda poesia!!!Parabéns pela belíssima homenagem!!!!
    beijos pra ti!!
    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  12. adoreiiiiiiiiiiiiiiii *_*
    tenho certeza que se ele tivesse visto... ia gostar muito.
    beijos
    boa semana.
    tem post novo no macchiato,
    corre lá ;)

    ResponderExcluir
  13. Assim não vale, Leila!!!!hehehe
    Vc sempre nos deixa encantada com teus escritos e agora vem com o querido Drummond. Quanta graça, quanta poesia em seus versos...adoro!
    Obrigada por dividir conosco..Beijinhos, flor!

    ResponderExcluir
  14. Palabras hermoso poema y muy bello su homenaje.
    Saludos desde…
    Abstracción textos y Reflexión.

    ResponderExcluir
  15. Oi Leilinha..
    Que lindo poema..que bela reeleitura..

    Este poema esta sempre em minha mente..como um mantra..
    E aqui..com sua reeleitura ( nao sei se o termo esta correto ) ficou perfeito e com uma linda mensagem!!
    bj.saudades

    ResponderExcluir
  16. Di z muito bem, a esse grande mestre.
    É um símbolo para todos nós, mesmo para os que estão deste lado .
    Obrigado pela ua visita e espero que volte, pois a porta está sempre aberta. Vou fazer o mesmo..

    ResponderExcluir
  17. Oi linda...gostaria de trocar uma ideia com vc. Poderias enviar um e-mail para marlicarmen@hotmail.com?
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. As pedras estão no nosso caminho o tempo todo e sabedoria é conhecer os meios de saltá-las (se são pequenas) ou escalá-las (se grandes são), mas nunca perder o rumo da vida.

    ResponderExcluir
  19. Estimada Amiga:
    As suas palavras são majestosas, doces e de encanto e ternura fabulosos.
    Parabéns pelo seu mágico talento poético.
    É significativo de uma gigantesco pensamento notável e puro. Linda.
    Beijinhos amigos cristalinos de pureza.
    Com respeito pelo seu enorme e delicioso talento sublime e perfeito.
    Sempre a admirá-la imenso.

    pena

    Honra-me a sua amizade de sonho.
    É fabulosa.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  20. Lila..passando pra te dar um beijo!!

    ResponderExcluir
  21. Cara Lila,

    passando para lhe agradecer a visita em meu blog, e dizer que paralela a este lindo e rico poema de Drumonnd, fiz um singelo texto, alguns meses atrás no CLUBE:

    Percorro por caminhos com pachorra, mal posso adivinhar a próxima pedra a tropeçar...
    Olho-a!
    --- Por que me persegue, se encontra-se sempre estática? Com qual a finalidade? Confundir-me?
    Pedras não possuem coração, veias artérias, entretanto, não enfartam, não injuriam...
    Apenas incomodam.
    Sento na pedra fixa em meu caminho; agrada-me vê-la vulnerável...
    --- Não sairá daqui? Então sirva o meu bel prazer!
    Se eu soubesse onde está os seus olhos, queria fitá-los para ver sua expressão...
    Poderia gemer, se debater... qualquer coisa que aconteça em seu mundo secreto, nada me parece tangível.
    Chuto-a! "Aí!" A miserável é rígida de ressentimentos - escorpiana. Quer se vingar silenciosamente.
    Levanto. Com o coração ainda volúvel, instável, bipolar. Não pularia a pedra e continuasse a caminhar sabendo que mesmo sem pernas, ela me acompanharia. Alguns passos adiante, estaria novamente num óbice de meu contentamento. Pensei, andando para lá e para cá...
    Inconformada, tentando me conformar, peguei a "desgramada" no colo, olhei para ela e disse:
    --- Tudo bem! Vamos empatar! Já que tenho de aturá-la, ao menos me sirva de companhia.
    Segui meu caminho com ela nos braços; se não posso com ela, uno-me a infeliz, e assim... Sejamos felizes enquanto dure.

    Fica aqui o meu beijo e o convite para voltar! Siga-nos e ganhe livros todos os meses.
    Aqui, sigo-te!
    Bj Flor!

    CLUBE DOS NOVOS AUTORES

    ResponderExcluir
  22. Leila querida,
    Bela postagem! Uma homenagem a Drumond sempre vem em boa hora. Nosso querido poeta e escritor deixou-nos um legado maravilhoso. Adoro Drumond.
    E seu poema dedicado a ele é lindo!
    Adorei, querida.
    Um super beijo e uma linda semana para você.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  23. Leila!
    Passei para te desejar uma excelente semana e agradecer o carinho lá no Humoremconto!
    Beijos e te cuida :)

    ResponderExcluir
  24. Leila,passando para reler essa linda homenagem e desejar uma boa semana!bjs,

    ResponderExcluir
  25. Olá,Leila!!

    Tenha uma ótima semana querida!!
    Tudo de bom!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  26. Pois...

    mas aí está quem sabe dizê-lo!

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  27. Palavras que acalmam e engrandece.
    Boa escolha.
    Quero agradecer pelo comentario e responder a sua pergunta: apenas um dos meus livros não é sobre vampiro. Foi escrito a pedido de uma amiga, mas não sei se consigo escrever apenas sobre esse tema minha mente não para de ter ideias diferentes. Obrigada novamente e sucesso para você e sua família.

    ResponderExcluir
  28. Querida,as pedras não pararam Drummond e nem pararão a nós. bjs

    ResponderExcluir
  29. Leila! Que linda ficou esta homenagem! Adorei.

    Beijo grande. E menos pedras pelos caminhos; bem que a gente vai dando jeito de acomodá-las...

    tais luso

    ResponderExcluir
  30. Mais um dia que se foi no nosso viver!
    E eu venho trazer um pouco de alento e falar da minha saudade...
    Prá ti um beijo de boa noite!
    bjsssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  31. Linda homenagem...
    Quantas pedras encontramos ao longo da vida, algumas de grande porte, que nos obrigam a circundá-las uma vez que teimam em não saírem da frente, tapando a passagem de quem quer prosseguir.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  32. Oi, Leila!
    Seu poema homenageando o grande poeta é um primor.
    O que para muitos é um obstáculo (mesmo figurativo) você transformou poeticamente em solução, em ponto de refestelamento para planejar os próximos com mais expertise.
    É, deveras, epígona do mestre.

    Parabéns pelo alumbramento!

    Abraços do novo amigo!

    ResponderExcluir
  33. Nossa, Leila...
    Lindo mesmo...
    E o Drummond, um eterno e grande poeta...
    Bjs =***

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quiser.
Grande abraço