quinta-feira, 10 de novembro de 2011

A culpa é da serpente


Desde criança aprendemos a colocar nome e sobrenome na culpa. Meu filho, com um ano e meio, quebrou o berço e foi capaz de dizer que a culpa foi do vento que "sofou" com muita força. Nem sabia falar, mas já sabia terceirizar a culpa. Temos, por convicção, as culpas prontas de mercado. A lista de culpados nem precisa ser divulgada, todos nós sabemos. O pior é que usamos e permitimos que a usem conosco.
No topo da lista, recebendo aplausos de todos, está o trânsito. Caótico, infernal, terrível... É assim que este herói nos salva de todos os atrasos da história. Dos simples aos mais complicados. Seguindo a lista vem o sistema. Ah! O sistema! Esse salva pessoas de demissão, esclarece atrasos e filas quilométricas e ainda camufla o péssimo atendimento. E ainda temos a operadora do celular! Essa nunca funciona quando não nos convém!
Observando o pacote culpa que o mercado oferece, percebo que nenhum dos itens da lista sabe falar. O fato é que a culpa não tem CPF. Já imaginou um dia, o Sr. Trânsito Cristóvão, solicitando um horário em rede nacional, para exercer seu direito de resposta? E o seu celular te dando uma bronca porque foi você que não quis atender a sua mulher? Seria hilário!
Vivemos a era da terceirização e a culpa não poderia ficar de fora. No trabalho, dispendem de longas e longas discussões para encontrar os culpados, enquanto o problema cresce como fermento à espera de um ser mais evoluído que o resolva. Nas salas de aula, a culpa ficou cíclica, pais, educadores, governo, merenda, dinheiro, pais, educadores, governo, merenda, dinheiro... E os filhos reinando absolutos sem limites e completamente sem noção. A culpa é da globalização, é da internet, é da igreja, é do horário de verão, é da queda do dólar, é da alta do dólar. Temos à disposição um cardápio completo de bons e consistentes culpados.
Mas, seguindo os fatos e o que a história me relata, volto nos primórdios da nossa civilização para entender onde tudo começou e chego à conclusão que a rainha mãe do reino dos culpados é mesmo a serpente. Se não fosse a serpente, que seduziu a Eva, que seduziu o Adão, nada disso aqui teria acontecido. Então, a culpa é da serpente!.

Leila Rodrigues

Publicado no Jornal Agora -Divinópolis-MG em 01/11/2011

22 comentários:

  1. Leila

    E...a culpa pesa, dificulta o positivismo.

    Bom texto.

    Que a sua jornada seja sempre iluminada.

    ResponderExcluir
  2. BOA TARDE MINHA AMIGA FIDALGA!
    ESTAVA COM UMA SAUDADE GRANDE...MAS DAS TUAS ESCRITAS QUE NOS FAZ SENTIR QUE VC É SEMPRE ESSA MENINA CHEIA DE TALENTO E NA HR DE ESCREVER VAI ALÉM DO DESEJADO...
    TEXTO FABULOSO E REFLEXIVO COMO TUDO QUE VC ESCREVE QUE NO FINAL DEIXA UMA LIÇÃO...
    BRINCADEIRINHA QUANDO DISSE QUE ESTAVA COM SAUDADES DAS TUAS ESCRITAS.ESTOU COM SAUDADES DE VC TAMBÉM QUERIDA...
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  3. Leila..que bela cronica!!

    Realmente temos um caulpado pra tudo.
    E nunca somos nós..rs
    Sempre terceirizamos...
    Mas seu texto foi escrito de forma tão inteligente e com humor na medida certa!"

    Ah..acho que a culpa desta vez não foi da Eva..rs

    Beijinho... te amo..

    ResponderExcluir
  4. Bem Leila, você tem muita razão na justificativa de que sempre temos uma escala de terceirização da culpa! Mas, dou VIVAS à serpente! Apesar de... adoro a vida e tudo o que ela me traz! Bela crônica! Parabéns! Beijo da Célia.

    ResponderExcluir
  5. Terceirização da culpa. Ah! adorei. Realmente é o que fazemos e fazemos até sem sentir.É... no final a culpa é da serpente. Querida que belo texto!Valeu pela reflexão.
    Dias encantados para você.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  6. Olá querida Leila!
    Você foi contemplada com uma obra do clube dos novos autores, durante o sorteio de nossa promoção - siga e concorra.

    Entre em contato pelo email:

    adrianavargas.ocadv@hotmail.com

    Para que eu possa lhe enviar a sua obra - O grande pajé de César Soares.

    Um grande abraço!
    Adriana
    CLUBE DOS NOVOS AUTORES

    ResponderExcluir
  7. Oi Leila, tem Votação!
    Qual é o melhor slogan para divulgar meu livro no natal?
    Você decide!
    Sua votação é importante!
    Passa lá no blog para votar! Agradeço muito!
    http://amazoniaumcaminhoparaosonho.blogspot.com/2011/11/votacao.html

    ResponderExcluir
  8. Leila, tudo bem?
    perfeita a crônica. A terceirização da culpa é intrínseca do ser humano. Mais um desafio, assumir tudo e as consequências também.

    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  9. Olá, como está?

    Tenho andado um pouco atarefado.

    Só hoje recomeço a visitar os amigos.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  10. Palavramiga

    A culpa morre virgem... e tudo terá começado com a... maçã. Esta é que foi a culpada. Não fora ela e a serpente não teria seduzido a Eva e a Eva não teria seduzido o Adão e o Paraíso não se teria perdido por despacho e execução de um tal Jeová...

    Para mim tem mais um ou dois culpados:

    a) O danado do Cabral que trouxe o samba para cá... rsrsrs

    b) O malandro do Vasco da Gama que descobriu o caminho marítimo para a Índia, que abriu as portas a que a minha mulher Raquel, goesa, de lá visse para Lisboa alegadamente para estudar na Universidade, mas realmente para me caçar e... casar

    Espero-te lá na minha Travessa que será também tua; 'tralmente comcomentários

    Qjs = queijinhos = beijinhos

    PS - Amor com amor se paga: eu já te sigo, logo...

    ResponderExcluir
  11. É verdade, a culpa é de qualquer coisa ou pessoa. Menos nossa.. hehehe

    ResponderExcluir
  12. Leila
    Eu tb tenho a mais absoluta certeza que a materrnidade de nossas culpas eh a serpente!Perfeito seu texto, como sempre!Bjkas com super carinho!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Leilinha...passando pra te desejar um lindo final d semana!!
    bj

    ResponderExcluir
  14. Adorei a forma como a brincar deixou expressas tantas verdades.
    Eu já perdoei a cobra, pobre animal que tem que arcar com todos os males do mundo.
    Eu acho que a culpa é mais da maçã.
    Não será?

    ResponderExcluir
  15. Minha querida

    A culpa é sempre do outro...ou de algo.
    Como sempre um belo texto e muito verdadeiro.

    Deixo um beijinho com carinho e desejando um bom Domingo.
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  16. AMIGA FRATERNA INESQUECÍVEL,SAUDADES NUESTRAS,APORTANDO CHEZ NOTRE,TE ABRAÇAMOS,VIVA LA VIDA

    ResponderExcluir
  17. Querida, passei por aqui para agradecer o teu carinho e a generosidade no comentário deixado no meu Blog.Há momentos na vida, e este é o meu momento, em que as palavras chegaram de forma tão linda e aqueceram e revigoraram o meu coração.Linda amiga, obrigada.Felicidades sempre.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  18. Os olhos que choram
    Não sabem mentir
    As mãos que me tocam
    Levam à alma o sentir

    O abraço sincero
    Aplaina meu corpo frio
    Veste-me de sol ardente
    Solta meu sonho em azul rio

    Os sonhos perdidos
    As juras e promessas que fazia
    Guardei-as num cofre
    Lancei à maresia

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  19. rs...Temos sempre que achar um culpado...Então? É a serpente...beijos,chica

    ResponderExcluir
  20. Oi, Leila!
    Realmente culpar é bem mais fácil do que assumi a culpa.
    Há pessoas que passam a vida toda arranjando culpas e desculpas para seus fracassos; vivem se maldizendo da sorte como naquele desenho da Hanna e Barbera, Lippy & Hardy: "Oh, vida, oh, azar"!
    Em tudo que fazemos há problemas e obstáculos, que dependem sempre muito mais de nós do que dos outros para superá-los.

    Parabéns pelo texto oportuno!

    Abraços do novo amigo!

    ResponderExcluir
  21. Adorei a forma do texto, divertido e abordando um assunto que ocorre sempre e na verade é serio.
    Mas a culpa e da serpente mesmo foi ela que começou tudo! rsrsrs

    ResponderExcluir

Obridada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quizer.
Grande abraço