segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Alígero




Chegaste
E por um instante achei que seria para sempre
Quis prender-te ali,
não em mim, mas àquele momento
E imaginei que assim,
o momento pudesse se perpetuar

Entreguei-me
E entreguei tudo que em mim havia
para que você quisesse ficar
E na entrega interrompi a sua busca
Podei-te do meu mistério
E provei do seu refluxo

Fechei os meus olhos
Para não ver a saída
E assim permanecer na sua vida
Amando as suas migalhas deixadas no chão
E ainda assim fostes
Fostes, para nunca mais voltar!


Leila Rodrigues

25 comentários:

  1. Leila, tudo bem?
    Lindo menina!
    Essas idas sem volta que nos levam um pouco, como que nos matam, para recompormos, nos refazer e renascer, que sabe... um novo dia!

    Muito obrigada pelo carinho lá no Humoremconto em razão do seu primeiro ano! Você é muito gentil!

    Beijos e ótimos dias :)

    ResponderExcluir
  2. Este poema é magnifico.
    Há como que um hiato em que tudo pára e apenas existe o momento.

    ResponderExcluir
  3. Oi Leila...
    Ja estou com saudades!!
    Foi muito booom mesmo ter te conhecido.
    Amei...manteremos contato heim!!
    Não quero perder sua amizade que me é tão especial. Especial como voce.

    As pessoas vem e vão..mas por mais ligeiro que sejam, sempre deixam e sempre levam algo.

    A marca sempre fica!!

    Um beijinho!!

    ResponderExcluir
  4. Lindo, amiga! Cheio de paixão!
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  5. O vento não leva apenas as folhas ou as pétalas das flores, levam o que trancamos em espaços onde pensamos não pudesse penetrar. O vento da vida não podemos controlar.
    Lindo poema!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Somos feitos de idas, idas e mais idas.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  7. Olá, amiga Leila!

    São essas vicissitudes do amor que nos desestabilizam, mas nos faz amar ainda mais. Muitas vezes, raspas e restos nos são mais saborosos do que a parte principal.

    Parabéns pelo alumbramento.

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema e triste final...beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  9. No amor sempre haverá essa entrega,,,e nessa entrega haverá a dor da partida,,,de ver alguém indo embora...lindos versos amiga...beijos de bom dia pra ti.

    ResponderExcluir
  10. Um poema para se refletir na total entrega do amor, simplesmente por amar! Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  11. Oi Leila,
    Poema lindo e triste, com gosto de despedida.
    Beijos 1000 e uma de 3ª-feira maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  12. Apesar da dedicação, a decepção.
    Um bj

    ResponderExcluir
  13. OI LEILA!
    LINDOS VERSOS, NELES ESTÁ CONTIDO A MAIOR VERDADE, "AMOR VERDADEIRO NÃO É METADES, É TODO, É INTEIRO".
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Leila,poesia de amor maravilhosa!Vc sempre me encanta com seus belos e criativos poemas!Bjs,

    ResponderExcluir
  15. É sempre um prazer vir por aqui!

    Bjsss

    ResponderExcluir
  16. Passei pra te dar um beijo..e te desejar um dia de paz..

    Amei a ceramica!! Me manda os dados da artista??

    Um beijo..

    ResponderExcluir
  17. Bello y pasional poesía,
    tienes un bello espacio.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  18. Olá Leila

    Belíssimo poema.

    Vc quer ganhar uma bolsa ou carteira Tommy Hilfiger ou um cinto Michael Kors e mais 5 premios? Então visite o blog e faça a sua inscrição para o grande SORTEIO INTERNACIONAL de Aniversário.

    Bjoooooooooo.....................
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  19. Olá,Leila!!

    É sempre triste o fim...Mas você transformou em versos belíssimos!!!!
    Puro encanto em ler-te!!!
    Beijos minha querida!!!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  20. Leila,passando para reler sua belíssima poesia e agradecer seu carinho tb!Bjs,

    ResponderExcluir
  21. BOA NOITE MINHA AMIGA FIDALGA!
    VC SABE TOCAR AS ALMAS DAS PESSOAS COM SUAS ESCRITAS.
    SUAS PALAVRAS NOS ENCANTA...
    bJSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  22. Bonsoir Leila,

    Joli prénom !
    Beau poéme : Alígero
    Félicitation pour ton blog et bonne continuation.

    Bisous.

    ResponderExcluir
  23. Passei ligeiinho pra te dar um abraço..daqueles...
    Um beijo..boa semana a vc..

    ResponderExcluir
  24. Lindo Leila, lindo demais!!
    "Fechei os meus olhos
    Para não ver a saída
    E assim permanecer na sua vida"
    Isso me lembra um momento da minha vida...

    ResponderExcluir
  25. Leila

    Muito lindo tudo aqui.
    Vou sempre voltar para este canto
    um encanto mágico.
    bjs

    ResponderExcluir

Obridada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quizer.
Grande abraço