domingo, 22 de maio de 2016

Mãe de meninos



Sei que hoje existem mecanismos que permitem que o casal escolha o sexo do bebê. Eu sou das antigas, não escolhi. Meus meninos chegaram e pronto. Eu os recebi e os amei assim, meninos. E quem tem meninos vai entender bem a minha fala.
Ser mãe de meninos é algo inexplicavelmente bom. É conviver com um universo diferente, prático, rápido e sem muitas firulas. Quem tem a possibilidade de crescer com meninos, como eu, pode dizer que tem graduação em praticidade.
Eu fui criada no meio de meninos e hoje tenho a honra de viver com meus três meninos. Meu marido e meus filhos. Criar um menino é preparar um homem. E viver no meio deles é viver uma filmagem de Indiana Jones em tempo real. É almoçar de segunda a sexta assistindo a algum programa de esporte, ou a todos, ou àquele que estiver falando do time favorito deles. E aprender que quando o time perde, melhor não tocar no assunto, discutir neste momento é piorar a situação.
Ser mãe de meninos é entender que eles realmente nunca vão dobrar uma roupa com perfeição. A não ser que sejam profissionais da moda, isso é realmente irrelevante para eles. Aliás, para eles roupa deveria ser algo descartável. Ser mãe de menino é compreender que o silêncio quer dizer silêncio e não falta de colo ou de perguntas que nos levem a algum problema. Simples assim. Ser mãe de menino é entender que a tampa do vaso é um entrave e que condicionador de cabelos para eles é tudo igual. Como são iguais todos os tons de rosa, de azul ou de cinza.
Ser mãe de menino é morrer de ciúmes de cada mulher que se aproxime deles e que tenha alguma, a mínima que seja chance de ser a mulher da vida deles. É achar todas as meninas espertas demais para os nossos “pequenos”, mesmo que de pequenos eles não tenham mais nada.
Ser mãe de menino é incorporar no vocabulário os nomes dos games, dos jogadores de futebol, da marca do boné ou do computador mais novo. E descobrir que tudo isso faz de mim uma pessoa mais prática, mais forte e indiscutivelmente mais mulher.
Ser mãe de menino é entender que saltar, pular e lutar fazem parte do cotidiano deles. E que mesmo que eles rolem no chão, eles não vão se matar. É entrar na brincadeira, ser a prisioneira e deixar o mocinho te salvar. E quando bater aquela falta de um colo, sentir a mão quentinha deles no nosso ombro e ouvi-los dizer timidamente que tudo vai ficar bem.

Leila Rodrigues
                             
Olá pessoal,

Sou realmente uma pessoa rodeada de meninos. Nasci no meio deles, cresci com eles, me casei com um, tenho dois filhos e trabalho com um monte de rapazes. Incrível como isso muda a gente. A primeira vez que percebi foi em uma loja com duas amigas onde eu gastei 5 minutos para escolher uma roupa e elas me olharam espantadíssimas!!! Daí para frente eu comecei a observar e hoje convivo e aceito todo seu aprendizado de bom grado. Na foto eu e meus meninos, meus amores.

Grande abraço


Leila Rodrigues 

2 comentários:

  1. Leila, que lindo texto e foto! Ser mãe de menino é muito legal.Ser mãe de meninas , muito legal também.Enfim, SER MÃR é que é legal! Sou mãe de 4: dois casais...
    E vovó de 7: 6 meninos e uma princesinha,rs.... Lindo dia! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Chica! Penso que ser mãe de menina deve ser muito bom também!!! É tudo um grande aprendizado. Grande abraço amiga e obrigada pelo carinho de sempre.

      Excluir

Obridada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quizer.
Grande abraço