domingo, 15 de julho de 2012

O tempo em nossas vidas



Olá pessoal,

Embora com pouco tempo para visitar a todos, agradeço os incentivos para continuar o conto Cinderela mineira. Devo apresentar o segundo daqui a alguns dias a todos. Foram os incentivos de todos vocês que me fizeram continuar. E é também por eles que hoje estou escrevendo semanalmente para o Jornal Agora Divinópolis – toda terça-feira e caminhando para mais uma revista que me procurou nesta semana. Obrigada mais vez a todos vocês que sempre foram os meus grandes incentivadores. Não poderia deixar de dividir esta conquista com vocês.
O tempo está ficando cada dia mais apertado, mas isso tem seu lado bom. Talvez seja exatamente por isso que eu escrevo tanto sobre o tempo.

Grande abraço a todos e boa leitura!

Leila Rodrigues

E enquanto o tempo passou, passaram tantas pessoas, tantas histórias. Passou o vento, a turbulência, a tormenta e o sol. Passou com o tempo a minha pressa de chegar. 
A linha de chegada que eu tracei lá atrás, já cruzei há muito tempo. Criei outras partidas e outras chegadas vieram. E foi nesse tempo, enquanto o tempo passava, que a minha história se fez e eu me tornei quem eu sou.
Um pouco mais reservado, o que não significa distante, mas posso dizer que hoje conheço e gosto mais da minha própria companhia. Um pouco mais cético, um pouco mais franco, um pouco mais educado e um pouco menos encantador. Um pouco mais a ponto de fazer escolhas e um pouco menos ao querer tudo do meu jeito. Um pouco mais ao respeitar as escolhas alheias e um pouco menos ao seguir os moldes que a sociedade nos impõe.
Hoje sou um pouco mais e um pouco menos de tudo aquilo que fervilhava dentro de mim. Meus extremos, antes sempre prontos para o ataque, hoje baixaram suas armas. Acho que se encurtaram, deve ser! Hoje chamo esta fase da minha vida de guerrilha. Um tempo em que eu travava uma guerra com qualquer coisa. Uma guerra contra o tempo, para dar tempo de tudo. Uma guerra contra minhas possibilidades, porque eu não tinha limites. Tudo parecia pequeno e pouco para mim e eu brigava por mais. Uma guerra contra o mundo que eu tentava consertar. Hoje sei que quem precisava de um conserto era só eu. 
O fato é que, decretar o fim desta guerra fez com que sobrasse um espaço enorme dentro da minha vida. Foi como se de repente, aquela casa apertada que mal me cabia, se transformasse em um grande salão.  Surgiram tempo, espaço e respiração. Espaço para ler, para conversar com um velho amigo na padaria, para gostar de fotografia e para apreciar um bom vinho. Para rir de mim mesmo no espelho enquanto escovo os dentes e para achar graça no rap que meu filho fez.
Depois que eu perdi a pressa, encontrei o encanto de ver o tempo chegar. O tempo de a chuva encharcar o meu jardim, o tempo das folhas secas no chão, o tempo dos brotos e o tempo de florescer. 
Alguns chamam isso de maturidade. Eu gosto desta palavra. Lembra fruta madura, com sabor intenso, ideal para saborear. Outros chamam de velhice mesmo, mas isso não me ofende. No fundo, o nome não tem a menor importância. Todas as minhas fases me pertencem e fazem parte de mim. A criança, o adolescente, o jovem, o guerrilheiro, o maduro e o velho. Sou todos, sou nenhum, sou cada um quando vier. 

Leila Rodrigues

Publicado no Jornal Agora Divinópolis em 02/07/2012
Imagens: textoscontextosereflexoes.blogspot.com – blog da amiga Luconi

61 comentários:

  1. Es ist eine wahrlich sehr schöne Geschichte...

    Lieben Gruß
    CL

    ResponderExcluir
  2. Saber viver e aceitar cada fase,isso é lindo! obrigado pelo carinho, beijos,praianos,chica

    ResponderExcluir
  3. eu acredito em viver cada fase com intensidade, usando os aprendizados das fases anteriores.

    Hoje estava numa festa junina, em hanoi, e ouvi a musica: nao me interessa se ela é coroa, panela velha é que faz comida boa... o que eu não me lembrava é que a tal panela velha j;a tinha TRINTA anos hahahah

    ResponderExcluir
  4. Lê-la é uma delícia! Portanto, méritos próprios são as suas conquistas. E, acredito que muitas outras virão. Parabéns!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  5. Oi Leilinha,

    Boa tarde! Agradeço os comentários e visita.

    Quanto ao seu texto, lembrei de uma cronica no Estadão de Mario Prata, chamada ENVELHESCÊNCIA. Ele chamava essa fase de intervalo entre a velhice e a maturidade.

    Claro que esse momento é derivado dos fatos, destino ou até de escolhas que não foram nossas, mas são elementos da caminhada.


    Olhar com carinho para o momento, independente da solidão, espaço, excesso é um processo de revitalização para refletir sobre os nossos papéis ou aqueles que repetimos por comportamento.

    Acho que podemos escrever esse estágio. O que achas?

    E, claro, parabéns pelo texto publicado, momento de entendimento e vida que já destila.

    Beijos e linda semana.

    Lu

    ResponderExcluir
  6. O tempo não perdoa ,faz o seu trabalho e voa...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. parabens leila pela conquista. é muito bom ver voce avançando, abraços lamarque

    ResponderExcluir
  8. Minha linda, isso acontece mesmo, jogo de paciencia
    as vezes o link SEGUIDOR não aparecei, e também neste perfil aqui são dois blogs meus>
    Vou te passar este que você me deixou o recado que é AMIGOS VIRTUAIS, e outro é AMIGOS QUE FICAM! Entendeu?
    Rsrsr.
    Um beijão, e estou lhe esperando aqui.
    Eu! Leilinha


    http://amigosvirtuais2003.blogspot.com.br/

    http://wljuntinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Minha linda, isso acontece mesmo, jogo de paciencia
    as vezes o link SEGUIDOR não aparecei, e também neste perfil aqui são dois blogs meus>
    Vou te passar este que você me deixou o recado que é AMIGOS VIRTUAIS, e outro é AMIGOS QUE FICAM! Entendeu?
    Rsrsr.
    Um beijão, e estou lhe esperando aqui.
    Eu! Leilinha


    http://amigosvirtuais2003.blogspot.com.br/

    http://wljuntinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Somos o tempo do nosso tempo
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  11. Querida, parabéns! Vá em frente.Faça das palavras sentimentos, brilhe e imprima neste novo caminho tua luz.Escreves lindamente. Adoro!
    Felicidades sempre.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  12. Ainda bem que temos tempo para rever nossos "tempos" e de tempos em tempos saber que o tempo nos molda e a cada tempo vivemos um tempo diferente de todos os outros tempos.
    Parabéns Leila! Prossiga sempre com força, fé, sabedoria e vontade de sempre viver "novos tempos"! Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Viver é mesmo se permitir nas emoções que o tempo nos trás.Vencer e ser vencedor é o fruto maduro como bem colocou.Parabens Leila pela bela reflexão sobre as transições de nossas vidas.
    Meu carinhoso abraço de paz e luz.
    Boa semana a voce.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Leila. Obrigada pelo carinho da sua visita! Parabéns pela conquista e esse talento maravilhoso que é escrever. Vá em frente e Deus te acompanhe sempre. Ousadia e coragem, grande mulher. Deixo um bjo carinhoso e feliz semana.

    ResponderExcluir
  15. Leila, lindona!
    Primeiro, parabéns pela conquista, sabemos que publicações em papel são importantíssimas.

    Sobre o tempo há tanto para dizer que talvez nem se tenha tanto tempo para dizer... :)
    O tempo é relativo, isso é certo, já conheci pessoas que deveriam estar maduras, pela idade, o tanto de coisas vividas, mas...; e também o oposto. No que intuo que o tempo é o quanto sabemos aproveitar da vida.

    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  16. Leila...
    Parabéns pela conquista...Sucesso sempre!Linda reflexão sobre o tempo de cada um...Aprendi com o tempo que só com a maturidade consegui viver a vida plenamente...
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  17. Olá Leila, parabéns pela conquista e os meus votos de sucesso....
    Quanto à sua pergunta no meu blog...Pode publicar com a identificação do blogue....

    Com os melhores cumprimentos

    ResponderExcluir
  18. O tempo é o regente de tudo em nossas vidas,,,temos que aproveita a cada segundo pois ele nos é implacável...beijos querida amiga e uma bela semana pra ti.

    ResponderExcluir
  19. Oi Leila,
    Eu gosto da maturidade. Só não gosto de ter ficado doente, mas tirando isto, que estou contornando, gosto do caminho que minha mente vem trilhando.
    Está rolando o SORTEIO DOS SONHOS no meu blog e, se vc não estiver participando ainda, vou ficar muito feliz se participar.
    Tenha uma ótima semana!
    xoxo

    http://www.gosto-disto.com/2012/07/sorteio-dos-sonhos-dreams-giveway.html

    ResponderExcluir
  20. Na juventude, aprendemos; na maturidade, compreendemos.
    (Hugo Hofmannsthal)

    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  21. Aceitar as fases da vida é viver co dignidade.lindo seu texto.
    Um abraço Leila e linda vida para ti.

    ResponderExcluir
  22. Que lindo! Somos o que aprendemos a cada fase e isso tem que nos levar à maturidade e maturidade não se limita a idade.
    Muito e muito sucesso. Tenha uma abençoada semana. Bjs

    ResponderExcluir
  23. .



    A ele eu dei tudo do que
    precisava. Dei liberdade
    para ir e vir, o direito de
    comer o que o instinto pede
    e quer. De cruzar com qual-
    quer uma de qualquer cor e
    raça. Dei-lhe o direito de
    seguir ou desistir de suas
    metas. Dei a ele o direito
    de dormir e de acordar na
    hora que quisesse e até ao
    lado dele eu deixava uma
    roupinha do flamengo para
    que ele se achasse interes-
    sante, se vestir com ela,
    coisa que infelizmente,
    nunca aconteceu. Até de
    ter a vida de cachorro como
    todos os outros deveriam
    ter e o veterinário nas
    horas mais improváveis,
    esse direito dele eu não
    roubei.

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  24. Oi Leila,

    Parabéns pelo lindo e sábio texto e também por suas merecidas conquistas.

    Seus textos são muito prazerosos de ler. Aproveite todas as oportunidades que o tempo lhe trouxer para fazê-la brilhar com sua escrita.

    Ótimo início de semana.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Que delícia de reflexão, que texto bem feito, revelando uma brilhante escritora por trás dele, quase uma psicóloga por entender tanto das fases do ser humano... Mais uma vez, adorei!

    E, sabe, fiquei aqui me perguntando: onde exatamente estou, em plena guerrilha ou já terei alcançado a maturidade e nem percebi?! Não sei a resposta, sinceramente. Quando pensava ter alcançado a tão preciosa maturidade e feito as pazes com o tempo, vieram novos desafios que parecem ter despertado mais uma vez a guerrilheira em mim... Que coisa, Leila! Você me deixou pensando muito aqui... rsrsrs

    Um beijo, linda semana, de novas conquistas e realizações!

    ResponderExcluir
  26. Olá,Leila!!!

    Lindo texto!!!Penso muito no tempo também...é inevitável,né?!
    Mas é bom quando podemos reconhecer boas mudanças e maturidade!Temos que evoluir com o passar do tempo!
    Beijos,querida!

    ResponderExcluir
  27. Parabéns por mais esse caminho que lhe é aberto, merecidamente.
    Seu conto traz o real encontro com a beleza da vida. E eu nem diria que ela chegou pelos caminhos da idade, pois a qualquer tempo se pode ter esse sábio entendimento. Bjs.

    ResponderExcluir
  28. Oi Leila
    Parabéns pela conquista, vc merece porque escreve muito bem, é muito bom te ler! E o tempo, como é bom saber administrá-lo, ainda estou tentando, e olha que não sou tão novinha (kkkk).
    Bjão. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  29. Leila,
    Cada fase nos faz crescer, modificar conceitos e aprender um pouco mais da vida.´
    Parabéns pela conquista, não poderia ser de outra forma, poi seus textos são lindos.
    Bjks doces

    ResponderExcluir
  30. Adorei minha amiga! A criança, o adolescente, o jovem, o guerrilheiro, o maduro e o velho. Sou todos, sou nenhum, sou cada um quando vier, ou quando alguma circunstância ou situação da vida os convocar....Muito obrigada pelo voto! De todo coração! Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo habitem nossos corações sempre! Uma abençoada semana, repleta de muita paz e alegria! Grande e carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Amiga Leila,
    Cronos (o tempo) é implacável a nos levar um pouco a cada dia, porém, é um grande mestre. Com ele, aprendemos muito sobre o mundo e a vida.
    Ficamos toda uma vida tentando controlá-lo e adequá-lo ao nossos intuitos, mas ele sempre nos vence.
    Dá-nos a juventude,a sabedoria e enfim, a vida, com uma mão, mas nos tira com a outra, pois nos é anfótero.
    Podemos, também, fazer nosso tempo, pois somos parte dele ou somos o próprio.

    Amiga, seu artigo, como sempre, muito bem engendrado e esplêndido.

    Abraços sinceros do amigo!

    ResponderExcluir
  32. Querida Leila...

    Eu ja tinha vindo aqui ontem e lido tua cronica. Fiquei deveras emocionada. Preferi voltar nu, outro momento para comentar.
    Me identifiquei muito com o texto.
    Quanta coisa a maturidade nos traz... não é?
    Aprendemos a nos entender e não mais querer entender o outro.
    O tempo leva e o tempo traz....

    E voce minha linda...sempre escrevendo lindamente..
    eu te admirando sempre...

    beijos...saudades...
    Parabéns pelas suas conquistas...
    muitas mais virão...
    beijos...

    ResponderExcluir
  33. Desde o tempo em que meus diziam "no meu tempo!", que eu passei a gostar do tempo...seja lá que tempo for!
    Talvez por isso, goste tanto de relógios: antigos, modernos, "futuristas"...
    Você tratou do tema, com grande propriedade, Leila.À cada texto seu, o uso das palavras flui, com beleza e naturalidade, no convencimento das ideias...

    Parabéns, pela riqueza que compartilha!
    Beijinhos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  34. Olá Leila.

    Seu Blog faz parte de nossa homenagem ao dia do amigo nesse 20 de julho em nossa postagem: Blogando entre amigos. E antecipando as comemorações do dia do Blog. Te convido a participar de uma blogagem coletiva no dia 31 de agosto, com o tema: Blogando entre amigos.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  35. Que lindo minha querida!! O tempo passa... e somos boa parte esse tempo né? Bjuss

    ResponderExcluir
  36. Leila,linda sua msg nesse texto!A maturidade é mesmo um lindo momento da vida!bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  37. O Mestre Senhor do tempo.Que bom seria se pudéssemos ter o poder de controlar nem que seja por alguns minutos, e fazer o nosso tempo.

    A maturidade enfeita a vida, trás mais sabor!

    Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  38. Leila todas as fases devem se vividas a seu tempo certo, sabe eu também tinha essa guerrilheira dentro de mim aos poucos fui abandonando as armas, abaixando as mãos, parando para ver escutar e perceber que a melhor guerra se faz de forma silenciosa com muito amor, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  39. Lindo seu texto Leila!
    Eu sempre pensei assim, temos que viver intensamente cada segundo de nossa vida, por que o tempo passa muito depressa e temos que ser feliz em cada momento...beijos no coração

    ResponderExcluir
  40. .


    Hoje, só hoje, eu não sussur-
    ro mentiras, mas grito verdade
    no ouvido surdo do meu blog.

    Palhaço Poeta







    .

    ResponderExcluir
  41. Um texto maravilhoso que adorei ler ! Há que aproveitar o melhor possível cada minuto da nossa vida , porque o tempo move-se a grande velocidade !
    E nunca desista de escrever , porque escrever bem é um dom , que nem todos têm e já que tem esse dom aproveite-o e partilhe-o
    Felicidades

    ResponderExcluir
  42. Leila é sempre muito bom te ler.
    Não é a toa que tens tantos incentivos.
    Xeros

    ResponderExcluir
  43. Leila, tenho acompanhado os seus textos e percebo que, a cada dia, você escreve mais apaixonada, como se narrasse a própria existência. Estou adorando.

    Quero agradecer a simpática visita à Tenda das Palavras, volte sempre.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  44. Minha querida

    Muitos parabéns, mas o mérito é todo da maneira linda que escreve, quem semeia colhe sempre os frutos.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  45. Os seus leitores da blogosfera agradecem o excelente texto e os leitores do Jornal "Agora Divinópolis" também. Abraço

    ResponderExcluir
  46. Olá. Vim do Recanto, sugestão de Anne Lieri. legal seu conto CINDERELA MINEIRA,o próprio título já é interessante. Vi que gosta de falar do tempo e eu também. Parabéns. beijos

    ResponderExcluir
  47. Bom dia, se tiver um tempinho visite o blog do grupo de poetas que participo em Belford Roxo RJ, o Gambiarra Profana, e veja um trecho de nossa performance no Teatro Sesc Nova Iguaçu RJ, leia também o texto e se puder dê sua opinião no comentário, sua visita é muito importante pra nós. Desde já agradeço o carinho.
    Link abaixo:

    http://gambiarraprofana.blogspot.com.br/2012/07/malditas-belezas.html

    Arnoldo Pimentel

    ResponderExcluir
  48. Meu carinho especial a você,Leila, doce amiga, neste Dia dedicado aos amigos. Com tua presença, teu incentivo e generosidade, vens ocupando um espaço de ternura no meu coração e fazendo da minha caminhada suave passos, doce cadencia e um mundo de esperanças.
    Grandes voos e obrigada pela amizade. Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  49. Boa noite amiga fidalga e querida !
    Sabia que na bilheteria da vida os ingressos para comprar um amigo se encontra nos atos e atitudes e dai nos humanizamos .Por isso que te fiz de minha amiga.
    F*E*L*I*Z***D*I*A***D*O***A*M*I*G*O***!!!

    ResponderExcluir
  50. No início de minha postagem há um selo pelo dia do amigo!
    Por favor aceite-o! É de coração!
    Feliz Dia do Amigo (meio atrasadinho)!
    Um abençoado e feliz final de semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  51. Leila, vc escreveu MUITO bem!!! Adoro suas palavras!! Um grande beijo no coração, querida!

    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  52. Leila
    Parabéns
    Você merece, pois escreve lindamente
    Seus textos tem realmente gostos de frutas maduras e aromas de flores dos jardins.

    Um lindo dia para você.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  53. Ola querida amiga...

    Feliz dia do amigo...atrasado um pouco..apesar que dia do amigo é todo dia..

    Estou com saudades...

    Um beijo..bom domingo..

    ResponderExcluir
  54. .


    Leila,
    TEMPESTADE DE AMOR é uma
    doce maneira de falar de sexo.
    No Bar do Escritor eu descrevo
    um tipo assediado por quem traz
    consigo a beleza e o poder da
    sedução.

    Conto com você na segunda-
    feira, 23,
    como em todos os 23
    de cada mês.

    Deixa lá um alô, um salve e se
    se não for pedir muito, deixe
    um abraço, quiçá um beijo.

    http://bardoescritor.blogspot.com

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  55. Leila,

    Ler-te é sempre um doce fascinio!...


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  56. leila
    divinopolis esta pertinhode oLiveira. Uma hora vou conhecer sua cidade.
    Parabens pelo seu sucesso!
    com carinho e amizade de Monica

    ResponderExcluir
  57. Boa tarde, Leila. Adorei o texto e creio que você conseguiu mais equilíbrio nas fases da sua vida, se importou um pouco mais consigo, com as pessoas, sem deixar-se escravizar pelo tempo, aquele que profana a nossa paz, e essa mudança independe para mim de tantos fatores cronológicos, pode e tem a sua influência, mas não a determina.
    Quem determina o que somos e como agimos somos nós, e essa mudança pode-se dar sem que grandes anos se passem.
    É uma questão de personalidade aliada ao caráter que construimos com o que vivemos e vemos o outro viver.
    Creio que você relaxou um pouco mais e isso te fez um bem imenso.
    Beijos na alma, e fique na paz!

    ResponderExcluir
  58. Leila querida! Espero que estejas sentindo-se melhor... Obrigada pelo carinho! Quinta-feira, dia 26, tem post novo!
    Uma abençoada e feliz quarta-feira!
    Carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  59. Parabéns vc merece...

    Passando pra desejar um lindo dia..
    beijos carinhosos
    Lucinha

    ResponderExcluir
  60. Minha amiga querida !
    Hoje lembrei de ti
    que faz de cada palavra
    criada á imagem descrevi-da
    em metáforas com amor
    dentro da magia falada
    te abraço com fervor

    F*E*L*I*Z***D*I*A***D*O***E*S*C*R*I*T*O*R

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quiser.
Grande abraço