quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sinopse




Se eu te contar que moro em Bangladesch talvez tudo acabe por aqui mesmo. Não é verdade, mas seria bem mais fácil. Pagaríamos a conta, ainda sorridentes e ao cruzar a esquina deixaríamos este momento para trás. Eu não teria que pensar se amanhã você iria me ligar ou não. Eu não teria que me preocupar em comprar um vestido preto para te impressionar, porque os homens adoram vestidos pretos e eu não tenho nenhum. Simplesmente ficaríamos aqui por mais algum tempo e sem a pretensão de te agradar, eu te contaria como foi a minha viagem a Cuba, mesmo sem saber se você tem algum interesse em Cuba.
Mas e se eu te contar que aliso os meus cabelos, que tenho mania de dormir com o dedo no ouvido e que gosto de acordar de madrugada para escrever, você vai sorrir e achar tudo isso uma graça, porque tudo no começo tem graça, até a coisa mais sem graça do mundo. 
Embora o seu sorriso me seja tão convidativo a continuar a conversa, ainda não decidi se te conto ou não. Não sei se mudo o rumo dessa história a partir da página um, ou se permito que ela se escreva do seu jeito. Talvez seja melhor contar de uma vez, e assim não terei que trocar as minhas calcinhas beges gigantes e confortabilíssimas por novas e minúsculas calcinhas pretas desconfortáveis. E também não precisarei parar o meu tratamento noturno com creme de abacate no rosto. E nas férias, não vou precisar procurar lugares românticos com chalés e lareira. Menos trabalho.
Só vou te ouvir mais um pouco, por que gostei quando você falou que tem o CD novo do Chico. E também gostei da sua carteira fininha que não parece um tijolo partido ao meio. 
Você nunca foi a Cuba, mas conhece a história melhor que eu que fiquei dois anos lá! Ai meu Deus! Por favor, pare logo de me dar atenção, senão eu não vou conseguir te contar os meus defeitos e amanhã toda vez que o telefone tocar eu vou querer que seja você! 
Aqui estou eu fazendo a sinopse de um livro antes mesmo dele ser escrito. Repara não, são os tombos da vida que fizeram isso comigo.
Será que vou ter que começar a chorar aqui agora no meio do bar e dizer que sou depressiva, desde os meus 13 anos, porque aí você para de ser lindo, para de ser educado e vai embora de uma vez?  
Pior de tudo é que mesmo que eu pense isso a minha boca está me traindo! Ela não consegue dizer quase nada a não ser sorrir. 
Você nem imagina, mas o meu cartão de crédito está estourado, preciso urgentemente trocar os dois pneus do meu carro e amanhã eu pego o plantão às 07:00 da manhã. Mas não sei por que fiquei feliz em saber que estivemos no mesmo show do Roger Waters, embora um nem soubesse da existência do outro. 
Que coisa mais louca isso! Se eu deveria sair correndo a vontade passou e o tempo também. Olha só, tem mais de três horas que estamos aqui conversando e eu nem vi o tempo passar. Nossa, o bar já está fechando! E eu estou indo embora com a sensação de que eu me esqueci de te contar alguma coisa! 


Leila Rodrigues
Imagem retirada da internet

Meus caros,

Muito obrigada a todos que estão torcendo pela recuperação da minha mão. Esta semana ainda continua imobilizada, mas na próxima já devo estar liberada para digitar.
Para os que perguntaram o que ouve, eu tive uma queimadura de 2º. Grau, mas estou me recuperando muito bem, graças a Deus.
Grande abraço a todos, obrigada pelo carinho
Beijos

Leila

45 comentários:

  1. Oi Leilinha,

    Graças a Deus que você está se recuperando.

    Quanto ao seu texto, me senti em casa, pois já passei por essa situação, principalmente quando a intimidade avança e aquele homem que conhecemos naquele instante, se torna o velho amigo de décadas. O encanto faz próximo até os moradores de outro planeta.

    Não me esqueci da nossa gestação e na outra semana quando você estiver zerada, vamos conversar.

    Não force a mão e saiba que adoro tudo que você escreve.

    Beijos e fica com Deus!

    Lu

    ResponderExcluir
  2. Leila...espero que voce sare loguinho..
    passei pra te dar um beijo..não quero ler a tua cronica correndo..amanhã volto para comentar.
    Fique bem!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Quando o papo é legal voa assim mesmo o tempo. Boa recuperação! Tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Oi Leila...
    Espero que você melhore logo a sua mão...Sou a gatinha da Sandra Mitsue...gostaria muto de ser sua amiguinha...venha conhecer o Denguinho...Ficarei muito feliz com sua visita....
    nyan nyan
    Nina

    ResponderExcluir
  5. Que sensação conhecida você me passou! O prazer de uma companhia que se deseja manter e a insegurança de se mostrar, logo de início, um "eu" que se teme não se enquadrar no contexto. Belíssimo!

    Que fique boa logo, logo! Posso imaginar seu incômodo e desejo que se cuide o tempo necessário.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Minha querida

    Passando para desejar as melhoras da mãe e da tua queimadura.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  7. Tropecei no teu blog, andava à procura de palavras... à procura de ler alguma coisa que não fosse apenas lamechas e acabei por gostar de te ler, sobretudo do modo como terminaste o texto!
    Parabéns e... as melhoras da tua mão(quando era criança queimei a palma da mão numa torradeira de pão, o mais engraçado - agora - é lembrar-me que a minha mãe, de seguida, me barrou a mão com manteiga. Não se nota nada!)

    ResponderExcluir
  8. Leila,que conto excelente!eU FIZ UM MINI CONTO PRA AMANHÃ QUE FALA MAIS OU MENOS ISSO!Somos humanos,mesmo no primeiro encontro!Bjs e meu carinho!

    ResponderExcluir
  9. leila,
    Seu texto me fez sorrir, pois ele é aquilo que todos nos temos dúvidas, nossos segredinhos do dia a dia, nossas manias e neuroses.
    E a dúvida é: Se ele saber que faço isso ou aquilo, vou parecer muito criança, muito simples, muito boba, muito louca e ele não vai mais se interessar por mim?
    Quando estamos numa boa companhia o tempo voa e sempre tem assunto pra gente conversar.
    Adorei
    beijokas doces!

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente lindo...Como tudo que você escreve moça. parabens pela sensibilidade e delicadeza com as palavras. Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  11. Podemos prometer atos,
    mas não podemos prometer sentimentos...
    Atos são pássaros engaiolados,
    sentimentos são pássaros em vôo.
    (Rubem Alves)
    Pedindo desculpas pelo meu afastamente
    nas visitas infelizmente foram alguns dias de muita
    tenssão.
    Eu aprendo todos dias, me espelho em outras
    pessoas: Não dá pra fraquejar, quem é guerreiro
    jamais entrega a Luta..
    Deus abençoe grandemente seu final de semana beijos
    no seu doce coração.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  12. Olá Leila,

    Lindo o texto.
    Uma delícia esses encontros que fascinam e inquietam
    nosso coração.

    Fique bem.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Também estou aqui, na torcida por sua recuperação, para você continuar a nos divertir e encantar com seus textos inteligentes e muito bem escritos! Que capacidade incrível de traduzir o pensamento maluco do ser humano, o ir e vir de emoções e sentimentos... Você tem mesmo muito talento!

    Um abraço, desejando melhoras!

    ResponderExcluir
  14. Leila,
    espero que esteja melhor. Agora entendi o que aconteceu com tua mão... te cuida, tá bom?

    Interessante esse texto, e como é difícil o primeiro ou os primeiros contatos com alguém a quem temos uma certa expectativa, e cremos que a recíproca seja verdadeira.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Querida Leila que o Dr. Bezerra de Menezes acalente tua mão jorrando fluídos de luz para que logo fiques boa por completo... E minha querida quanto ao texto, que preciosidade, li duas vezes :)... te desejo um final de semana de plena recuperação e muitos sorrisos. Ah! A Ilha vai brincar com as mães, teremos as brincadeiras caça ao coração de mãe e a colcha de retalhos, vais participar de alguma? Te espero na Ilha ou no chatilhando. beijos no coração.

    ResponderExcluir
  16. Leila querida, você já pensou em escrever um livro de contos/crônicas? Você escreve muito bem! Parabéns! Gosto muito do que você escreve! Bênçãos de paz, alegria, união e amor! Um abençoado Domingo! Carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Poxa pena so saber agora da sua mao...ando meio ausente do blog, muita correria, mas fico feliz de saber que esta melhorando, afinal seus textos fazem falta ne, entao cuida dessa mao direitinho.
    Adorei o texto...e engracado como as vezes a gente tenta se boicotar ne quando as coisas estao caminhando bem...e o medo do novo, de errar...
    ADOREI alias como sempre!

    ResponderExcluir
  18. Realmente às vezes acabamos de conhecer alguém e mesmo assim o papo rola de um jeito que parece que sempre nos conhecemos, menina queimadura de segundo grau dói muito, tomara que se recupere logo, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  19. Querida amiga!
    Espero que a sua mão esteja melhor.
    Achei que não fosse tão grave, mas pelo jeito foi!!!

    Sempre te leio encantada.

    Acho que os primeiros momentos de uma paixão tudo acontece.

    Tudo é um encantamento. Queremos impressionar. Queremos mostrar o melhor de nós.

    Qualquer coincidencia nos faz crer te encontrado a pessoa da nossa vida.
    As horas viram minutos.

    É uma sensação unica.

    Parabéns amiga querida, pelo DOM que deus lhe deu!!!

    Um beijo..se cuida direitinho,
    te amo!!

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. O quê seria a vida sem reticências, o quê seria a vida sem palavras??? (...)
    Você escreve com muita intimidade.
    Desde já, sou seguidora.

    Melhoras com a mão. Fique com DEUS! Ótima semana, abraço.

    Tati, att.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. A ressurreição deu sorriso nasceu com o dia
    Ah este inverno que abraça a primavera
    Este céu que arroxa meu peito
    Estas negras pedras plantadas na terra

    O curso do meu errante espirito
    Levou-me ao infinito e ao incomensurável
    Este orvalho das pequenas coisas
    Recorta meu corpo a golpe de cisel

    Ocultei meus sonhos numa porta da eternidade
    Porque o desespero é voo baixo e sinuoso
    Vi ontem dois amantes jurarem uma partilha de vida
    Vi olhos que irradiam luz em gesto assombroso

    Um imenso abraço

    ResponderExcluir
  23. queimadura, leila??? Que dolorido! Quando a mae estiver nova em folha, conta pra gente como foi que isso aconteceu.

    Lindo texto. Me lembrei de uma tia, que tem 74 anos e diz: me separar do meu marido? pra ter que comecar a fazer gracinha "tudo de novo"? Ah...nao quero nao.

    Fofa ne?

    ResponderExcluir
  24. Bom dia,Leila!!

    Puxa, que coisa.Não sabia que havia queimado a mão.Ainda bem que esta melhorando!Queimadura incomoda muito.
    Um texto lindo!!!Como as mulheres tem mania de querer adivinhar tudo antes que aconteça!Fazem uma sinopse na cabeça!Descreveste muito bem!!!
    Com o medo de perder, deixam de ganhar...
    Beijos!!Boa recuperação!!!

    ResponderExcluir
  25. Gostei do conto e tbm torço pela tua recuperação. Beijos e lindo maio para vc!

    ResponderExcluir
  26. Vim fazer um afago nessa mãozinha para deixar curada de uma vez...não mereces sentir dores e nem se queixar de qualquer coisa,pois és muito querida por mim.Sempre será minha amiga fidalga,impecável...sem falar que escreves como ninguém,tenhes um grande potencial que te faz diferente...vista por bons olhos...
    Texto de grande magnetude descrito de forma visivel onde deixas nosso imaginário viajar...
    bjs com sabor de feriado!
    Saúde minha linda e te cuida ...

    Ps:Te convido a passar no blog do nosso amigo Daniel.Pois ele escreve poemas culturais,explorando sempre nosso País.Aproveito para pedir seu conceito no poema REDES que ele fez infocando nossa cultura.
    http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. O pricipalé que está melhorando, com Graça de Deus. Isso é bom. Obrigada pela tua presença Bj

    ResponderExcluir
  28. Minha querida

    Passando para deixar o meu beijinho com carinho.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  29. Adorei a postagem minha amiga, muito bem composta.
    Desejo que sare logo a mão e volte maravilhosa.

    Beijos grande!

    ResponderExcluir
  30. É muito bom chegar de viagem, me servir de uma taça de um bom tinto seco e ler um belíssimo texto como este. Obrigado. Espero que sua mãozinha fique curada logo. Beijo

    ResponderExcluir
  31. Olá Leila!

    Espero que sua mão já esteja boa.

    Bela sinopse, a vida e a arte se confundem numa reciproca imitação. As relações humanas com suas emoções, razões, paradoxos, senões, certezas, incertezas, fantasias, pragmatismos... Haja página!

    Aproveito para compartilhar com você o lançamento do meu livro: Um dedo de prosa e poesia. O endereço para conhecê-lo e se desejar, encomendar um exemplar é: http://www.agbook.com.br/book/31639--Um_dedo_de_prosa_e_poesia

    Um abração.

    Antonio (Apon)

    ResponderExcluir
  32. Insegurança, papo bom e a vontade de sempre falar mais, porém o tempo terminou.
    Leila és maravilhosa na escrita e assim vou apreciando cada vez mais.
    Melhoras!
    Xeros

    ResponderExcluir
  33. Espero que tua mão já esteja boa... tenho saudades das tuas palavras!


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  34. Leila!

    O texto me lembrou a época de busca
    por um amor...

    A situação é familiar..rsrsrs e você nem estava presente.

    ResponderExcluir
  35. Volto para desejar as melhoras de ambas! BJ

    ResponderExcluir
  36. retornando à casa ,viva a vida brindamos e desejamos a voces

    ResponderExcluir
  37. Leila querida amiga!!

    Passei para te deixar um beijo de Feliz dia das Mães!!
    Espero que esteja bem.
    saudades...

    bjinho

    ResponderExcluir
  38. Querida amiga
    Meu Abraço de Paz e bem!

    Mãe do céu da terra e do mar
    Por favor,
    Ensina-nos o teu segredo
    Do Teu Amor
    Para que não tenhamos medo
    De apreender Amar!

    Meu abraço carinhoso para você!

    Se você for mãe Feliz dia das Mães !

    Maria Alice

    ResponderExcluir
  39. O amor de mãe é perfume de rosas e toque de veludo...a memória eterna de momentos de ternura...um suave colo e uma doce recordação que para sempre viverá dentro do coração de quem elas mais amaram...os seres que são a carne da sua carne.

    FELIZ DIA DA MÃE

    Beijinhos com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  40. Palavras, que lindas palavras ,Leila.
    Me senti á vontade em te ler.
    Estou desejando um Dia das mães com atraso.Mas todos os dias é dia das mães,não é?
    Desejo a sua recuperação bem depressa para poder postar com mais frequência as suas lindas palavras.

    Bjs

    ResponderExcluir
  41. Minha amiga fidalga !!!!!
    Venho trazer meu carinho e um desejo que te tornes boa logo...pois mereces muita saúde ,para fazeres teus dias acontecerem...
    beijinho de boa noite querida !!!

    ResponderExcluir
  42. Leilamiga

    Estou muito preocupado. Tantos dias sem apareceres significam que a mão ainda não está boa de todo? Oxalá que não, porque eu (nós) tenho (temos) saudades de ti.

    Aqui deixo o meu desejo que te recuperes logo, para que me (nos) possas dizer, de novo, presente!

    Qjs

    ResponderExcluir
  43. Oi minha amiga fidalga!!!!!!
    Cheguei para dar-te e fazer-te um agago...vc ainda está dodoi?
    desejo saúde!!!!!
    Pois a blogsfera sem vc não existe na sua totalidade e,você sabe muito bem disso...
    te amoooooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  44. Querida Leila..
    Hoje pebsei em voce..ia ( e vou te escrever um email ).
    E de repente te vejo no meu blog!
    Acho que te busquei em pensamento
    saudades..

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quiser.
Grande abraço