terça-feira, 22 de maio de 2012

Manhã de domingo




O sol mais que aceso me tira da cama cedo. Não brigo. Aceito e desperto obedientemente. Pelo menos hoje eu não preciso correr. Não estou atrasada, ninguém está à minha espera. Mas então eu poderia ter dormido um pouco mais? Certamente sim, mas a luz do sol foi tão convidativa que dormir seria um desperdício.
Meu cachorro, ávido por companhia, me recebeu com festa. O cheiro do café fresquinho me lembrou da casa de minha avó. A cidade ainda dorme. E eu aproveito esse silêncio para ouvir o encantamento da vida. Hoje me pergunto como eu consegui demorar tanto para descobrir isso? Como eu consegui viver sem perceber as manhãs de domingo? Elas (as manhãs de domingo) sempre estiveram ali, ao meu inteiro dispor. E eu passei batido sem percebê-las, sem usufruir desse frescor.
Como um capeta no ouvido esquerdo, escuto lá dentro de mim: E o PIB do país que está baixando? A gasolina em falta, você não viu? A quantidade de assaltos no centro da cidade em um dia! Isso é um absurdo! Estamos sem segurança! 
Decido continuar a conversa com este visitante do meu lado esquerdo e solto uma risada. Você não deixa de ter razão, garoto do garfo! Para quê escrever sobre felicidade, se o que dá ibope é o problema? Onde já se viu falar de manhãs de domingo em um país que ainda tem tanto a ser resolvido, melhorado, solucionado? Utópico da minha parte? Desumano talvez? Estaria eu com a cabeça em outro planeta? 
Não, menino vermelho, eu estou bem aqui, no olho do furacão como qualquer outro cidadão e vivendo os mesmos problemas que qualquer um. Aliás, não há nada que me encante mais do que saber que eu sou uma cidadã comum. Que eu sou um grão de farinha no meio dessa massa efervescente. 
O que eu hoje percebo, nitidamente, é que a felicidade não é algo que se compartilhe facilmente. Nem todos são evoluídos o suficiente para aceitarem a felicidade alheia. Talvez por isso assuntos como doença, queda, falência, separação, traição sejam mesmos mais interessantes. A felicidade é tão única que querer anunciá-la parece clichê! Só se divide com pai e mãe! Esses são os únicos que ficam, verdadeiramente, felizes com a nossa felicidade. Fora isso, cuidado! Você pode ser considerado um lunático ao dizer que o mundo é belo e que as manhãs de domingo são encantadas. 
Enquanto isso, meu lado direito observa tudo com a tranquilidade de um anjo. Essa tranquilidade incomoda tanto meu visitante vermelho que este desaparece no ar. 
Depois que eu descobri que as manhãs de domingo podiam ser só minhas, ninguém tira isso de mim. Esse momento é meu e ninguém tasca! Se isso é utópico ou não? Hoje não faz a menor diferença. A felicidade é isso, o coração liberto de todo o resto.
Não se preocupem amigos, daqui a pouco eu pego o primeiro trem de volta. Sempre almoço no planeta terra! 

Leila Rodrigues

Foto: Juliano Costa


Meus amigos queridos,

Muito obrigada a todos que passaram por aqui na minha ausência. Eu estou bem e a minha mão está cada dia melhor. Agora é muita fisioterapia para tudo voltar ao normal. Obrigada pela torcida. Senti saudades de todos e prometo retomar as visitas a todos vocês à medida das minhas possibilidades.
Grande abraço a todos!
Leila

30 comentários:

  1. Que maravilha,Leila!!

    Temos e não podemos abrir mão das manhãs de domingo, vividas com calma, com prazer, sem cobranças...

    Nem sempre dá, mas precisamos delas!! Adorei te ler e ri do menino do garfo! És demais! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Excelente!

    Numa manhã de domingo iluminado pela luz de um sol inspirador, revelas as duas faces de uma mesma moeda!...
    Adorei, Leila!!!

    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  3. Leila...querida amiga..
    vou voltar para te ler com a calma que a tua escrita merece.
    Te enviei um e-mail....responde???
    bjinho.saudades

    ResponderExcluir
  4. Leila não consegui voltar depois..
    Comecei a ler e não parei!
    Voce sabe que sou sua fã não é?
    Amei o texto....
    Perfeito e verdadeiro...
    As vezes deixamos de dar valor as pequenas coisas.
    Estão tão perto de nossa retina que nos ofusca a vista e não enxergamos.
    O moço de vermelho tb me visita as vezes.
    Me diz.. vc parece Alice no Pais das Maravilhas...
    Mas com Alive ou sem Alive...existem muitas coisas boas na vida..basta olharmos com os olhos do coração. Este não ofusca..
    ele sente..
    Um beijo, te amo Leilinha!!

    ResponderExcluir
  5. Palavras são palavras
    Quando tidas com maldade
    Como feridas não saradas
    Que ferem a sensibilidade!

    Quando o sol brilhou
    A fez despertar
    Da cama se levantou
    Ser domingo
    correr, não precisar!

    Boa quarta-feira
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  6. É no domingo que reunimos a família, amigos e descanso... É O PRIMEIRO DIA DA SEMANA. Dia de paz, luz e harmonia! Parabéns pela inspiração. Obrigada por compartilhar. :D


    Uma ótima quarta-feira.
    Um grande abraço.
    Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
  7. Amei esta tua manhã de domingo! A felicidade depende do nosso olhar captando a essência da beleza e do encantamento.Somos loucos sonhadores, mas e daí, se isto nos trás felicidade?
    Seja feliz! Melhoras.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  8. OI LEILA!
    JÁ QUE ESTAMOS FALANDO EM UTOPIAS, COMO FELICIDADE, BELEZA DO SOL,ENCANTAMENTO DA VIDA POR QUE NÃO FALARMOS DE ELEVAÇÃO ESPIRITUAL, QUE PARA MIM, SÃO ESTES MOMENTOS EM QUE CONSEGUIMOS NOS ALIENAR, A PONTO DE ACHARMOS BELEZA NUMA SIMPLES MANHÃ DE DOMINGO.
    ADOREI TU DIVAGAÇÃO.
    ABRÇS


    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  9. Olá Leila querida,
    Também estou com saudades! Ainda bem que você está melhorando de sua mãozinha, amiga. A fisioterapia lhe fará muito bem, tenho certeza.
    Que encanto de texto! Amei a forma como você conversou com seu lado esquerdo e, depois, com o direito. E o retorno ao planeta Terra, foi tranquilo? Espero que tenha sido.
    Um grande e carinhoso beijo em seu coração.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  10. Leila, domingo sempre teve um cheirinho diferente para mim.É o dia de relaxar e de decidir fazer algo ou simplesmente não fazer nada :)
    Parabéns pelo texto. Tenha lindos dias.

    ResponderExcluir
  11. Oi Leilinha,

    Tudo bem? Saudades dos seus escritos!

    Admiro a sua leveza e o seu desprendimento com as palavras. Penso nas manhãs de domingo como suaves e sem destino, com muita abstração e lembranças.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  12. sua descriçao é precisa. gostei.... otimo. parabens. abraços lamarque

    ResponderExcluir
  13. Leila,fico feliz que esteja melhor e seu texto ficou maravilhoso!A felicidade deve mesmo ser preservada,pois infelizmente há muita gente invejosa!bjs e se cuide!

    ResponderExcluir
  14. Leilamiga

    Estou duplamente feliz: porque a mão vai voltando a ser o que era e porque me (nos) brindas com um texto de reencontro que é uma pequena maravilha. Aliás, mais uma.

    Não resisto a transcrever este passo: «Hoje me pergunto como eu consegui demorar tanto para descobrir isso? Como eu consegui viver sem perceber as manhãs de domingo? Elas (as manhãs de domingo) sempre estiveram ali, ao meu inteiro dispor. E eu passei batido sem percebê-las, sem usufruir desse frescor.».

    E adorei a tua visita e o teu comentário lá na nossa TRAVESSA

    Mts qjs

    ResponderExcluir
  15. Minha querida

    Que bom que estás de volta, é sinal que estás melhor.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    depois volto com mais tempo para te ler.

    ResponderExcluir
  16. Bela reflexão Leila.

    As apercepções humanas, nos privam de tantas grandes “pequenas coisas”. O valor de uma “manhã de domingo”, não dá IBOPE, não conta no PIB, não afeta a cotação da Bolsa, do Dólar... Mas significa mais qualidade de vida e nos faz lembrar que a felicidade não tem preço, basta acordar a percepção.

    Um abração, bom retorno e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  17. Adoro as manhãs de domingos...Sabendo vive-las pode ser bem poéticas como seu texto...
    http://mardeletras2010.blogspot.com.br/2012/05/realidade-ficcional.html

    ResponderExcluir
  18. OI LEILA!
    PASSANDO PARA TE DESEJAR UM LINDO DOMINGO.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  19. O mundo e tudo que nele há.

    Nada pode trazer maior alegria do que estar bem com Deus, e então consigo mesmo. A felicidade está dentro de nós, na paz interior.

    Ah sim, tasca em italiano é "bolso"...rs

    Abçs

    ResponderExcluir
  20. kkkkkkkkkkkk "resista ao diabo e ele fugirá de vós". Então, fez exatamente isso, não deixando que os maus pensamentos, o pessimismo modificasse seu estado espiritual leve e em paz.
    A alegria, a felicidade, a utopia é algo que temos que conservar no nosso imo, para que a esperança não caduque jamais.
    Beijokas doces e uma semana maravilhosa, com muitas manhãs encantadoras.

    ResponderExcluir
  21. VIVAAAAAAAAAAAAAAAAAA ^
    MINHA FIDALGA AMIGA ESTÁ DE VOLTA E NOS TRAZENDO BOAS NOTICIAS...
    DESEJO SAÚDE SEMPRE...
    BJSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  22. Leve a manhã de domingo a todos os outros moméntos, e viverás sempre a poesia da vida! Amei o seu blog Srta, se permitir estarei retornando! abraços

    ResponderExcluir
  23. Olá,Leila!!

    Lindo texto!!!Eu adoro as manhãs(todas...rsrs),mas a de domingo com certeza é mais leve.Sem horários para cumprir vamos moldando nosso dia calmamente.As preocupações existem,fato.Mas se ficarmos nos consumindo por elas,deixamos de viver.
    Beijos,querida!!!
    Melhoras!

    ResponderExcluir
  24. Excelente*... gostei demais!
    A felicidade pode estar em todos os momentos e numa manhã de domingo é uma bênção*... DominGo é o dia do Senhor.
    Passas muita Paz e otimismo nesse texto. Felicidades e um beijo grane pra ti; que tenhas uma terça-feira de alegrias.
    Obrigada por partilhar...Mery*

    ResponderExcluir
  25. Querida Amiga, hoje eu quero muito lhe agradecer a sua linda e carinhosa presença no meu cantinho! Meu carinho sempre.

    Tem um selinho lá no meu cantinho, feito com muito carinho! Se gostar leve com você!

    Abraço amigo!

    Maria Alice

    ResponderExcluir
  26. Linda Amiga!
    Bom dia!
    Passei pra matar as saudades e te convidar
    par da uma passadinha la no meu cantinho!
    SURPRESA!
    Bjs,,,,

    ResponderExcluir
  27. Oi Leila
    Vi um pedaço de seu poema no blog da Ma e amei, então vim ver seu blog, já vi minha amiga Lú Santa Rita por aqui, além de que seu texto é realmente maravilhoso, eu raramente me dou ao luxo de parar mesmo nas manhãs de domingos, com dois meninos, é quase impossível (kkkkkk), mas é gostoso, eu não reclamo, acordo com eles pulando na minha cama. Como dizem, já estou te seguindo.
    Bjos. e um ótimo resto de semana.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Leila!
    Como você está agora, melhor? Se recuperou da mão?

    Menina, que lindo este texto, aliás como todos que você escreve.
    Existe um tempo para todo, e todos os dias podem ser "domingo" se nos permitirmos a isso!

    Beijos, linda!

    ResponderExcluir
  29. Leila lindo texto como sempre.
    Que bom que já estás melhorando.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Obridada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quizer.
Grande abraço