domingo, 23 de junho de 2013

A multipessoa




Olá pessoal,

O Palavras ficou sem postagem por alguns dias, mas está de volta com um formato diferente. A partir da próxima postagem, reproduzirei aqui meus textos publicados em jornais e revistas,  para atender aos meus leitores que moram em regiões onde estes veículos não chegam.
As postagens continuam, a minha interação com vocês neste texto introdutório é que não vai acontecer. Porém, estou à disposição para conversar com vocês através do email leilamro1810@gmail.com. Acabo de assumir mais um compromisso com uma revista local, onde assino uma coluna sobre tecnologia e em consequência deste não tenho como participar ativamente das postagens.
Agradeço a todos, primeiramente por lerem os meus textos,  pela amizade, pelo aprendizado e pelo apoio ao Palavras. Continuarei visitando os blogs dos amigos, mesmo porque continuo leitora e apreciadora do trabalho de muitos.
Deixo vocês com o texto A multipessoa baseado no texto que foi publicado no Jornal Agora Divinópolis em 04/06/2013.
Abraços a todos
 Boa leitura!

Leila Rodrigues



A multipessoa



Tudo começou com o multiprocessador, um único aparelho que executava várias funções. Triturar, processar, picar e bater. Eu mesma não sosseguei enquanto não adquiri o meu. Tudo de bom, não fosse a falta de praticidade e aquele monte de pecinhas que se perdem com facilidade. Depois disso o "multi" tomou conta do mercado. Tudo virou multifuncional. Computador multitarefa; tv que é dvd, internet e aparelho de som e até colchão que, além da função básica, esquenta, massageia e trabalha a circulação.  E como não poderíamos ser diferentes, nós, pobres mortais humanos de um único chip, nos tornamos adeptos da multifunção. Fazemos duas, três coisas ao mesmo tempo o tempo todo! E achamos isso o máximo!

Enquanto dirige, fala no celular e conversa com quem está do lado. Enquanto acompanha o dever do filho, faz a lista de compras e ainda convida as amigas para a reunião do fim de semana. Participa de uma reunião e checa os e-mails ao mesmo tempo. Se prestarmos atenção, não conseguimos mais fazer uma coisa de cada vez. Conclusão: Fica tudo mal feito! 

Mas se tudo é urgente e necessário, se temos vários papéis a exercer (pais, filhos, profissionais, alunos, companheiros, esposa ou marido), como não fazer parte dessa legião de loucos que correm de um lado para o outro, desesperadamente, na tentativa de dar conta do recado? Como não ser uma multipessoa nos dias de hoje?

Certamente a receita que servirá para mim, não será a mesma que resolverá para você. Mas te digo que há que se haverem tarefas únicas e singulares de vez em quando. Tarefas que nos façam, por alguns minutos, esquecer todas as nossas outras funções e nos permita mergulhar de cabeça em uma coisa só, ainda que, por apenas alguns minutos uma vez por semana. 

Cantar, pintar, correr, caminhar, nadar, meditar, rezar, fotografar, bordar, cuidar do jardim, dançar ou qualquer outra atividade que te dê prazer e concentração pode funcionar melhor que pílulas e ainda trazem no pacote o benefício do prazer.  Desde que feita com satisfação, atenção e concentração. 

A multipessoa pode até existir, mas é preciso cuidar para que esta não se perca nas suas multiatribuições e termine no fundo do armário como o multiprocessador que só é usado quando aquela tia de Campinas vem visitar e insiste em fazer o bolo que só ela sabe a receita.

Leila Rodrigues

21 comentários:

  1. Quantas verdades nesse texto. Querer tudo, dar cona de tudo, esquecendo não ser máquina,pode trazer problemas! LiNDO! Bom te ler e ver! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. DESACELERAR... foi o que fiz e deixei muitos familiares e amigos preocupados, pois achavam que eu estava doente... Muito ao contrário por me amar e respeitar o outro, dei espaço para que todos se assumam e se resolvam... O profissional envolve-nos de tal forma que queremos agir como executiva em nossos lares. Totalmente incoerente conosco e com nossos familiares. Dei-me e aos meus um espaço nobre que não pretendo revogar de forma alguma.
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Leila.

    É bom vez por outra, lembrarmos que existe vida além dessa dimensão multitarefas, nos desconectarmos dessa pressa sem fim. Somos pessoas! Não somos máquinas.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  4. Leila,vc sempre maravilhosa em seus textos!Muito verdadeira essa imagem de multi,especialmente pra nós,mulheres!Um texto excelente pra pensar e valorizar cada momento.bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
  5. Olá Leila,

    Seu texto me fez refletir menina. Me senti assim algumas vezes,uma multipessoa, meia máquina.
    Mas hoje estou controlada dessa loucura de vida,risosss.
    Esse texto faz a gente pensar, e ver que as mudanças são necessária para o nosso bem estar.
    Fiquei feliz com sua presença, eu fiquei algum tempo ausente da net, e voltando só agora.

    Deixo um grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Leila, minha linda!
    Primeiro quero te dizer que é perfeita a tua escolha em colocar os textos que publica em jornais/revista, porque alguns leitores, no que me incluo, não teríamos acesso a estes teus escritos de outra maneira.

    Muito boa crônica e oportuna, num mundo que nos cobra prazos e eficiência. Penso que devamos dar o melhor que podemos, mas sempre há um limite para isso, de bom senso no saber distinguir o que vale e o que não vale a pena. Cada situação nos dará a direção.

    Grande beijo e ótima semana!

    ResponderExcluir
  7. Perfeito! Estamos vivendo nesse ritmo e instantes para um prazer pessoal é de muita importância. Gostei de saber que vai publicar aqui os textos que outros já leram em jornais. Suas crônicas são muito bem escritas. Bjs.

    ResponderExcluir

  8. Excelente, Leila.
    A imagem traduziu bem o sentido do texto.
    Se uma atividade prazerosa não se encaixar entre as tantas atribuições que abraçamos ou que nos competem acabaremos mesmo dependentes de pílulas ou com comprometimento do equilíbrio e da saúde.

    Vou adorar ler seus artigos por aqui.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Olá Leila,

    E multimundos (real/virtual)...

    Abraços

    John

    ResponderExcluir
  10. A vida é assim, um ciclo,
    uma viagem de trem e um incessante encontro e desencontro.
    Quem sabe seja por isso que ela é
    tão delicada e misteriosamente única e bela.
    Estou feliz por Deus me permitir
    estar visitando seu blog nessa viagem linda ,
    onde conheço tantos amigos e (as)entro em suas casas virtual
    e sou recebida com tanto carinho.
    Uma feliz semana minha doce e linda amizade.
    Beijos com todo carinho,,Evanir..
    Sua Amizade pra mim é tudo..
    Por isso sempre que puder estarei aqui no seu blog.

    ResponderExcluir
  11. Parei tudo pra ler o que escreveu, sou péssimo quando cismo ser múltiplo.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  12. Perfeita definição: A multipessoa!
    Texto excelente. Beijo

    ResponderExcluir
  13. Fico a perder mas, ao mesmo tempo, feliz por mais um passo importante na sua vida.
    Felicidades!

    ResponderExcluir
  14. Impossível fazer tudo ao mesmo tempo...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  15. Minha querida

    Voltando (embora ainda devagar), mas com muitas saudades e agradecendo o carinho deixado durante a minha ausência.
    E como sempre ler-te é uma aprendizagem, como são verdadeiras as tuas palavras.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  16. Querida, somos todas multifuncionais, infelizmente.Queremos abraçar o mundo de uma só vez.Adorei teu texto.Parabéns pelo reconhecimento profissional que te faz assumir mais um compromisso.Escreves divinamente, mereces.Sucesso! Estarei esperando tua visita, lá no meu Blog, quando puderes.
    Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  17. Hoje vim te convidar a visitar o FOLHAS DE OUTONO através do Poema LENTES DO MEU OLHAR!
    Que pode ser considerado uma arte,mas que na realidade revela o movimento que tem o teu olhar.
    Peço desculpas por não poder deixar comentário,mas te espero lá para falar de vida e de lente que faz reinar a beleza da luz ...
    bjs e até minha volta recuperada !

    ResponderExcluir
  18. Vengo del blog de aminhatravessadoferreira de Henrique Antunes Ferreira y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me hago seguidor de tan Mágico Espacio que es el Tuyo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Oi Leila

    Parabéns pelo compromisso assumido.
    Seus textos são lindos e merecem ser publicados.
    "A multipessoa"em alusão ao multiprocessador.Amei.
    O tempo urge e nunca consigo fazer mil coisas ao mesmo tempo. Acho que estou mais para o multiprocessador que fica fora do ármario esporadicamente.

    Um bom dia para você.
    bjs.

    ResponderExcluir
  20. Olá Leila, Novamente vim apreciar sua postagem e dizer que já tem atualização.
    Deixo um grande abraço e desejo de uma excelente semana.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. ...É que estamos muito acostumados a ligar todos 'nossos canais' e ainda saímos nos vangloriando!
    Cuidamos de filhos, marido, casa, trabalhamos onde quer que seja, e tudo isso com celular a mil, TV ligada...
    Haja disposição e saúde mental para tanto. Depois caímos do cavalo e não sabemos por que!
    Beijão, excelente texto.

    ResponderExcluir

Obridada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quizer.
Grande abraço