terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Para vocês que se foram







Prezados,

Tive problemas com cópia dos meus textos, por isso dei uma parada para resolver o problema. Agradeço a todos que passaram por aqui e me mandaram emails. Prometo visitar a todos à medida da minha disponibilidade.
Abraços

Leila Rodrigues

30 comentários:

  1. Nossa,arrepiei, pois vivi essa situação com os filhos e tenho ainda hoje,m um deles com a família na Inglaterra!!!

    É duro! mas, ciclos necessários da vida! beijos,fica bem,chica

    ( Vi teu problema! Que pena isso,heim?)

    ResponderExcluir
  2. Texto lindo, de balançar qualquer coração, principalmente os maternais...

    A vida é mesmo assim, de idas e vindas...Fique Bem, Leila!

    Beijinhos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  3. Quando a velha frase faz sentido: ' gente cria os filhos para o mundo'


    bjkas

    ResponderExcluir
  4. Querida que lindo.Vida é movimento,mesmo que neste movimento deixamos um pouco de nós.
    Seja feliz.Muito amor e alegria, sempre.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  5. Para os pais, filhos nunca crescem e sempre precisam da nossa proteção. Eu me lembro quando deixe os meus dois pequenos na escolinha, ele no jardim I e ela no maternal. e com ciúmes descobri que eles estavam bem demais... Hoje já adultos, eu sempre acho que eles precisam de proteção e precisam mesmo!
    Sei que chegará a hora em que irão seguir suas vidas, e me virá esse sentimento de que tem os "pássaros precisam voar" e a vontade de deixar os dedos fechados agarrando seus pezinhos.
    Lindo seu texto.
    Obrigada pela visita e comentário.

    ResponderExcluir
  6. Ter vc comigo é maravilhoso!
    Obrigada pelo carinho e sua amizade .
    Fico tremendamente feliz em receber sua visita no meu blog.
    Todas as palavras deixadas me da uma força infinita
    e vontade de lutar sempre.
    Cada amigo (A) é uma preciosidade .
    Cada pessoa é diferente uma da outra
    cada amigo é uma bençao.
    Ser amigo não é coisa de um dia.
    São gestos, palavras,
    sentimentos que se solidificam no tempo
    e não se apagam jamais.
    Uma beijo carinhoso paz e luz.
    Evanir...
    Depois dos filhos vem nossos netos uma maravilha impar nas nossas vidas.

    ResponderExcluir
  7. Leila querida,
    Já estava com saudades de você, amiga.
    Lindo e emocionante seu texto! Deu-me até vontade de chorar, ao lembrar dos meus filhos saindo de casa para formar sua família, constituindo assim, seus lares.
    Amiga, criamos os filhos para o mundo, como bem disseste. Mas nós, pais e mães, sentimos muito a falta deles, daquele convívio diário e abençoado que temos com nossas "crianças".
    Quero convidá-la a conhecer meu novo blog, o RECANTO DA POESIA, no qual publico alguns trabalhos poéticos.
    Ficarei muito honrada e feliz com sua presença por lá. Espero que gostes.
    Fica bem e aceite meu carinhoso beijo,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  8. Leila
    Um abrir de asas que você tão lindamente descreveu.Com certa dor, mas ao mesmo tempo feliz torcendo para que eles busquem a própria felicidade.
    E a vida é assim mesmo. A minha filha ainda mora conosco.Mas sei que em breve também irá partir em busca dos seus sonhos.

    Perfeita alusão com "A Sociedade dos Poetas Mortos" com Robin Willians,amei , foi um filme inesquecível.Daqueles que a gente tem vontade de rever.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, Leila. Estou aqui retribuindo sua visita e agradecendo seu carinho. Obrigada! Lindo texto.Sempre se esquece que os filhos crescem e alçam vôo procurando novos rumos para se viver, ser feliz. òtimos dias pra vc! Bjos.

    ResponderExcluir
  10. Muito obrigada pelas palavras gentis e carinhosas! Tem post novo! Uma quarta-feira iluminada e repleta de bênçãos! Volta sempre, viu! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
    http://twitter.com/@elaineaverbuch

    ResponderExcluir
  11. "Não devemos moldar os filhos de acordo com os nossos sentimentos; devemos tê-los e amá-los do modo como nos foram dados por Deus."

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. que texto lindo Leila, gostei bastante. é bem parecido com minha opinião sobre o tema.
    amei '-'
    beijos
    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  13. Olá,Leila!!!

    Que texto lindo e emocionante!!!Sim...todomundo passou ou vai passar por esta situação.Que saibamos agir com desapego e sabedoria, lembrando que quem ama liberta...
    Beijos!!!!
    *Espero que tenha conseguido resolver o problema...que coisa.

    ResponderExcluir
  14. Leila,texto lindo e que emociona!Os filhos não são nossos,são do mundo, nós sabemos...rsss...mas o coração de mãe não sabe!Bjs e meu carinho!

    ResponderExcluir
  15. Oi minha Amiga!

    Que lindo texto. Não saiu da sua mente, quem escreveu foi o seu coração.

    Como é boa esta sensação de dever cumprido. De ver nossos filhos com suas decisões, com seus erros, com seus acertos crescerem e alçarem seus voos sozinhos.

    Podendo ter a opção de seguir algum rebanho ou apenas se desgarrar dele.

    Lindo seu texto minha Amiga!!

    Bj

    ResponderExcluir
  16. Oi minha Amiga!

    Que lindo texto. Não saiu da sua mente, quem escreveu foi o seu coração.

    Como é boa esta sensação de dever cumprido. De ver nossos filhos com suas decisões, com seus erros, com seus acertos crescerem e alçarem seus voos sozinhos.

    Podendo ter a opção de seguir algum rebanho ou apenas se desgarrar dele.

    Lindo seu texto minha Amiga!!

    Bj

    ResponderExcluir
  17. Olá Leila!

    Infelizmente não pude ler esse seu texto. Ele está em formato de imagem e assim não é acessível aos programas leitores de tela usados por nós deficientes visuais.

    Quanto às cópias dos seus textos. O mesmo aconteceu com meu poema: A pedra. Circulava como de autor desconhecido ou com o nome de plagiadores. Agora aparece como de Chaplin, Renato Russo, Fernando Pessoa, sem citar a autoria...

    É realmente lamentável.

    Um abração.

    Antonio (Apon)

    ResponderExcluir
  18. Querida Leila,

    Tudo bem? Texto sensato, verdadeiro e intenso! Muito lindo!

    Quando li o seu texto, pensei o quanto é difícil "criar para o mundo", pois tal ação é contra o instinto maternal.

    Sempre falo que filho é parte do corpo e da alma e, se vai seguir caminho, iremos juntos na caminhada.

    Suas palavras revelam a essência do que é ser mãe e, embora, seja a direção, é impossível se despedir na partida.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  19. Belo texto.
    De fato os filhos crescem, querem ir atras de seus sonhos, mas nunca é fácil para os pais vê-los indo, porém é necessários e até importante para o próprio filho.

    Fashion World Feminino | Fan Page | Twitter

    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  20. Ei Leila!
    Vim agradecer sua visita com um pouquinho de atraso rsrs. É que tenho vivido um período assim: síndrome do ninho vazio entre outras mudanças nada fáceis. Com isso as palavras sumiram junto com o desejo, até então, constante de blogar...mas um dia (Rê)aparece. Enquanto isso saiba que já me instalei por aqui e reservei um lugar, amorosamente procê, lá no nosso divã.
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  21. Olá minha amiga fidalga!
    Vc tem o dom da escrita em primeiro lugar,em segundo conquistar pelo coração.Eu sempre resaltei aqui que vc é uma amiga especial...conquistou meu coração de tal forma,que sinto saudades sim da sua ausência...mas fico sempre na espera que vc volte a estar conosco.
    Texto revelador de uma mãe que não é diferente das demais...
    bjs minha linda e querida amiga!

    ResponderExcluir
  22. Passando para lhe desejar um ótimo final de semana.

    Fashion World Feminino | Fan Page | Twitter

    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  23. Os filhos serão eternamente os nossos meninos!...


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  24. Menina Águia, liberando filhos seus para o vôo solo,yes,cest la vie!
    Sentimos falta tua, no Clube do Macacos (Clube Dezessete)onde hoje,o dia passamos,nószinhos,e Ana Paula,filha nossa que vai nos dar a netinha linda Victória, e minha primogênita Linda Neta Luana,lembramos docê,de seu docin de côco e de seus amigos!
    Quando iremos repetir tal encontro inesquecível????

    Bzuz

    RE E RI

    PS dá uma sacada em meu post

    Regina

    ResponderExcluir
  25. Olá
    gostei
    to seguindo :)
    se gostar segue tbm:
    http://enredodeideias.blogspot.com/

    Beeijos

    ResponderExcluir
  26. Minha querida

    O que dizer de tão belo texto?
    Só um coração de mãe o consegue escrever assim.
    Os filhos são a nossa vida o nosso altar.

    Um beijinho com carinho e agradecendo o seu sempre.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  27. Acertou no texto e no filme , querida!

    Muito bom conhecer seu blog...

    Um beijo !

    ResponderExcluir
  28. Filhos são emprestado pra gente, um dia eles voam. Sei o que é isso. Beijos grande!

    ResponderExcluir
  29. O computador, às vezes, prega-nos paridas!
    Mas coisas acabam por se resolver!

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  30. Por mais que a razão justifique, o coração se recusa a não sofrer.
    As mães não envelhecem porque acompanham todas as transformações do mundo, para permanecer no mesmo patamar dos filhos, utilizando sua sabedoria e experiência para guiá-los. Muito lindo seu texto! Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quiser.
Grande abraço