quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Quietude





Não há nada a fazer
A não ser esperar
Não há nada a executar
Entre tanto a se fazer
Pois é hora de se aquietar

O momento da tormenta
Não é de execução
É apenas de cautela
Aquietar mente, corpo e  coração

Como dói essa espera!
Como dói essa aflição!

Hora de entrega
À minha condição pequenina
Hora de colo
Hora de lucidez
Hora de não falar
Hora de ouvir o barulho do vento
Deixar que o tempo faça a tormenta passar

34 comentários:

  1. Prudência, é pura sabedoria!
    Há que se "dá tempo ao tempo",
    em certas circunstâncias.
    Na quietude,no siêncio, tudo se resolve melhor...

    Lindo e sábio, seu poema.

    Bom final de semana, Leila.
    Um beijo,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  2. Minha querida

    Por vezes temos que nos fazer de mortos...e apenas esperar por dias melhores.

    deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  3. O silêncio pode parecer desalento, desmotivação, mas é de uma profunda riqueza! O olhar tão somente dará todas as respostas. Belo o seu poema! Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  4. Leila ás vezes me faltam palavras e simplesmente leio e releio em silêncio ante a beleza dos seus versos... bjo grande no seu coração!

    ResponderExcluir
  5. Desculpa Leila estava logado no da minha filha, mas sou eu a Regilene no comentário da Mayara Arantes.

    ResponderExcluir
  6. Leila, tudo bem?
    Hora de parar e sermos apenas nós mesmos, sentir o que somos e o que está a nossa volta para nos construir e reconstruir,
    ...
    sermos apenas nós mesmos.

    Beijinhos e te cuida :)
    Espero que esteja tudo ótimo contigo!

    O poema está maravilhoso!

    ResponderExcluir
  7. Leila querida,
    Reitero as palavras da amiga Lúcia Bezerra de Paiva. O tempo é o senhor da razão. Chega um certo momento em que nada há a fazer, senão esperar. A espera, quase sempre é dolorida porém,
    necessária.
    Desejo muita paz e luz para você.
    Um grande beijo,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  8. Tem horas que nos resta esperar em silêncio, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Hoje estou passando para desejar
    um feliz final de semana.
    Deixar um carinho meu como
    sempre tento fazer sempre.
    Em cada blog onde encontrei carinho
    e amizade sincéra.
    O amor por você nasce desse contato
    simples que sempre tento passar .
    Gosto de ver você no meu blog ,
    mais sei que nem sempre é possivel.
    Graças a Deus você tem uma infinidade de amizades.
    Bjs,no coração e na alma.
    Evanir.
    Um feliz dia do professor
    caso ñ for essa sua profissão
    não importa um dia todos nos tivemos um.

    ResponderExcluir
  10. Olá!!

    Venho deixar o meu beijo e agradecer seu carinho. Você sempre uma simpatia comigo.. rs

    Um beijo enorme e um ótimo fim de semana!

    Estou esperando por você no Alma!

    ResponderExcluir
  11. UAU!Que beleza de poesia cheia de sabedoria!Há mesmo na vida momentos que nada podemos fazer, a não ser esperar com a mente serena!Linda demais a msg dessa poesia!bjs,

    ResponderExcluir
  12. Ah Leila....que lindo!! Adoro ler o que vc escreve.. beijinhos, flor!

    ResponderExcluir
  13. Hora de recolhimento.Dar-se um tempo faz parte da caminhada.Lindo poema.Amei querida.Obrigada pelos generosos comentários que tens deixado no meu Blog.Adoro.Com problemas no Blogger fiquei 5 dias sem acesso no meu Blog.Agora tudo voltou ao normal.
    Ótima semana e felicidades sempre.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  14. Seu poema é flutuante. Adorei...te seguindo...
    Luiz
    http://culturanateia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá Amiga Real..rs
    Agora sei que você existe...e a Elisa não é uma bonequinha rsrs
    ( pergunta que a Meire me fez ).
    As vezes é hora de a aquietar sim.
    Aliás..deveríamos ter este hábito.
    Todo dia..10 minutos..sentar e aquietar a mente... respirar..

    E saber esperar..deixar a ansiedade de lado.

    Facil não é..ter que ter muita diciplina e força de vontade.

    Um beijo..

    ResponderExcluir
  16. Linda poesia e tantas vezes o silêncio é o que nos pode fazer bem, pra tudo amenizar e até aceitar...beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  17. O tempo corre em sua em sua invisível viagem
    Um Santo nunca dorme no altar
    Um barco sobe e desce cada onda do Mar
    Um cais de partida também acolhe o chegar

    São tantos os mistérios que encontrei na vida
    Cruzei com gente desconhecida que conhecia bem
    Falei e falo com gente que partiu desta vida
    Sinto tanto aroma perdido que este tempo guarda e tem

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  18. Lindo demais seu blog!
    Se permites aqui voltarei sempre
    Porque vale a pena ler o que o coração dita....
    Preciosa Maria

    ResponderExcluir
  19. A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS (Machado-MG) comunica que estão
    abertas as inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do
    ano 2011. As inscrições vão até o dia 21 de outubro de 2011.
    Entrem em contato para adquirir o Regulamento:
    a/c Carlos Roberto machadocultural@gmail.com
    ESTE CONCURSO ESTÁ ABERTO PARA TODOS!

    OBS: O VALOR DA INSCRIÇÃO ( 2 REAIS) PODE SER COLOCADO DENTRO DO ENVELOPE COM AS 6 CÓPIAS DA SUA POESIA.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite minha amiga fidalga!
    Como sempre vc usa sua fidalguia até para escrver.Este poema retrata o amor no contorno oculto com sabedoria...
    Passou no meu cantinho e arrazou com aquele comentário espetacular...do qual amei ao ler,kkkkkkkk
    Bjs minha linda menina!

    ResponderExcluir
  21. Aquieta apenas o coração, porque o corpo há de se mexer não importa como, mas há...Esperar não é saber. Quem sabe faz a hora e não espera acontecer. Quem disse isso eu não lembro mas é bonito, não tanto quanto o poema. Beijo

    ResponderExcluir
  22. Leila, vim conhecer seu blog e amei suas palavras intensas, onde as vezes é necessário aquietar-se e deixar a tormenta passar e no silêncio encontrar sabedoria para novas palavras se revelarem.

    Amo as palavras, elas são perfeitas, sábias, estão disponíveis a todo tempo.

    Um abração pra ti e estarei por aqui mais vezes.
    Giovanna

    ResponderExcluir
  23. Minha linda
    Que poema maravilhoso nos alertando para os momentos onde o silêncio deve se impor. Simplesmente perfeito. Seu blog está lindo, super charmoso, suave, com suas "Palavras" sempre tão maravilhosas. Bjkas com carinho!

    ResponderExcluir
  24. AMIGA LEILA:

    ADENTRANDO JÁ NESSA FEIRA QUARTA, JUNTOS JUNTINHOS, COMO LO SIEMPRE,YO E LA VICTÓRIA DE VIDA MINHA,A REGINA,TE LEMOS,MAIS UMA VEZ NOS PREOCUPAMOS E RESSENTIMOS DE NÃO OPORTUNIDADE TERMOS TIDOS,DE LÁ CHEGAR,ENTE LOS CASAIS,UM ETE A TETE,EXPRESSAR,POR PERCEBER,ONDAS META ENERGITICAS DE UM DESENCONTRO PERO COM UN AMOR EXPLOSIVO,NS REFERINDO A VC E SEU JULIANO,PARCIALMENTE INVESTIGATIVA PESSOA MAIS UNILATERAL,BIG PERSONE,PESSOA AMIGA QUECULTIVA GOSTARÓAMOS UNILATERALMENTE,POIS AMAMOS VOCE E ELE CONHECIDO TER,(ASSIM COMO O CASAL AMIGO QUE ACOMPANHOU VOCES,E NADA NADA SABER APÓS E CONTATCTO TER:
    PERCEBA:
    JUNTOS ESTAMOS E CONTINUAREMOS SIM,MAS...RESSENTINDOS ESTAMOS DA CONTINUIDADE DE NOSSA AMIZADE,PELA AUSENCIA DE VOCES!

    BZUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  25. são momentos preciosos... mas tão esquecidos!

    passeamos na vida a pensar em tanto pormenor, alguns sem qualquer significado, e esquecemos o importante, vital para nós...

    nós!

    ResponderExcluir
  26. Olá,Leila!!

    Que lindo querida!!!!Estes momentos de quietude são necessários...mas que é um tormento esperar...a é!!
    Beijos pra ti!!
    Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  27. Bom alvorecer amiga fidalga!
    Passando para deixar um pouco de carinho para vc...
    bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  28. Essa quietude é sábia, é plena,,,nela a alma se acolhe e se aconchega em paz...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  29. Passei aqui para te desejar um dia especial e feliz e agradecer a generosidade dos teus lindos comentários.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  30. Bom dia!!

    Um lindo texto!

    Existe horas que sequer vemos passar.

    Um beijo enorme e um ótimo dia- espero por vc no Alma!

    ResponderExcluir
  31. Olá,Leila!!!

    Tenha um ótima quinta querida!!
    Obrigada pelo carinho!!
    Tudo de bom pra ti!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. Hoje minha visita é para anunciar
    uma novo circulo de minha vida.
    Continuarei com as homenagens
    que é a razão do blog (A VIAGEM)
    A imagem escolhida por mim no novo visual
    tem tudo a ver com o futuro, não só do blog,
    mas da surpresa que a qualquer
    momento será anuciada no blog.
    Hoje sou parte da vida de cada
    pessoa amiga e tão amada por mim,
    também sou membro do Clube dos Novos Autores.
    Com muita alegria convido você a paricitipar com
    todos nós do clube também.
    Minha Viagem prossegue amando e acarinhando todas
    minhas lindas amizades.

    Deixando um pedido muito importante para mim.
    Eu não estou deixando vocês ,
    E sim, entrarei na casa de cada um de vocês.
    Conto com o carinho de sempre em meu blog,

    Esteja comigo como sempre estiveram
    Deus estara com você e comigo.
    Segure nas mãos de Deus e na minha e vamos nessa
    Deus já abençoou.
    Com carinho.
    Evanir
    20 de Outubro

    ResponderExcluir
  33. Leila, reconheci os sinais da tormenta, que muitas vezes abalou minha vida... Você captou e traduziu em poesia um momento único, aquele em que você sabe tudo que está acontecendo, sabe que haverá muito a ser feito, mas totalmente impotente diante dos ventos, não pode agir. Tem que esperar. Realmente, como dói! Mas é assim, nesse momento único, que se aprende sabedoria.

    Lindo poema, você esbanja talento e domínio absoluto das palavras!

    Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quiser.
Grande abraço