quinta-feira, 1 de maio de 2014

Entre leões e mamutes





Com a comunicação digital parabenizar alguém ficou banal. A rede social te lembra de quem são os aniversariantes e com um clique você fica em dia com as obrigações sociais. Mas quando queremos parabenizar de verdade, procuramos outras formas que traduzam nossas intenções.
 
Vem aí o dia do trabalhador e considero a palavra parabéns pequena demais para as minhas intenções. Pequena para a imensidão de pessoas que acordam todas as manhãs e se propõem a oferecer o seu tempo, o seu esforço e a sua competência a serviço de algo ou alguém. Pequena diante de todos os esforços que são necessários para manter uma empresa "viva" no país dos impostos. Pequena diante dos 30 anos de trabalho que são exigidos para obter uma aposentadoria medíocre.
 
O que dizer a esta população que passa maior parte do tempo no trabalho do que em suas próprias casas? O que dizer para esta multidão de pessoas que deixa o filho com estranho, que pega quatro conduções por dia, que trabalha noite adentro, que pega estrada, que entra em mina, que corre perigo, que passa dias em alto mar e que tem que bater metas surreais?  Parabéns meu amigo! Você é um trabalhador!

Desculpe-me, mas isso é muito pouco!

Somos um bando de necessitados que se resolvem com as necessidades alheias. Eu preciso do seu trabalho, você precisa do meu. E juntos matamos leões e alimentamos mamutes famintos a cada dia.

Não importa qual o motivo que te faz acordar cedo e ir, eu tenho o meu e você, certamente tem o seu. O que eu desejo é que este motivo seja forte o bastante para não te deixar desanimar. Eu desejo que o seu trabalho te realize e te faça feliz. Que você se sinta parte importante do processo. Que você saiba sorrir a cada pequena conquista e explodir de alegria quando atingir as suas metas.

Dignidade é quem presta seu trabalho com seriedade e respeito. Independente se você o faz por amor ou por pura necessidade. Sem utopia desejo que o seu trabalho te faça feliz e se não fizer, que você encontre outras portas que te realizem. Que você descubra a atitude certa para te levar onde seus sonhos querem ir. Que no dia do trabalhador você consiga se orgulhar do que faz e enxergue o verdadeiro sentido do seu trabalho.
Afinal, como bem disse Confúcio, “escolha um trabalho de que gostes, e não terás de trabalhar nem um dia de sua vida".


Leila Rodrigues

Publicado no Jornal Agora Divinópolis em 29/04/2014
Imagem da internet

7 comentários:

  1. Pois é amiga Leila, gostar do trabalho é fundamental, entretanto, nem sempre é possível gostar da função exercida, em tais casos o trabalho se transforma num fardo pesado.
    Um abraço. Tenhas uma boa tarde/noite.

    ResponderExcluir
  2. Dignidade, respeito, reconhecimento. um lindo texto que é muito mais do que parabenizar.
    Palavras de esperança e força.
    Beijo Leila!

    ResponderExcluir
  3. Leila,

    Posso usar suas próprias palavras para felicitá-la neste dia? Não é falta de criatividade de minha parte, mas um reconhecimento por seu trabalho, a ponto de nos brindar com um texto perfeito para este dia! Falou por mim, tanto que compartilhei seu texto em meu Facebook, obrigada pelas palavras!

    Aproveito para agradecer a presença em meu blog, mesmo quando eu mesma estava ausente... nem vou me explicar, mas afirmo: estou voltando, e com saudades de tudo e de todos por aqui!

    Um super beijo.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo seu texto. Toca em assuntos importantes.Parabéns.

    ResponderExcluir
  5. Maravilhoso texto, Leila!
    Você sempre com palavras lúcidas e ótima observação.
    Não vou estender meu comentário por hoje, porque poderia estragar o momento, além do mais, pode parecer até ironia, mas vou trabalhar agora à tarde :)

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Um texto lúcido, bem escrito, a conferir dignidade a quem de direito é muito mais que apenas parabenizar; obrigada por isso!
    Vim lhe agradecer pela visita ao minasdemim. Bom demais encontrar outra mineira cuidadora das palavras. Moro em Machado, no sul de Minas; estou mais perto de São Paulo do que de BH e acho que por essa razão não tão próxima de Divinópolis. Masss se vc ficar sabendo de algum evento bacana para a área das Letras em BH, me avise, por favor... se possível, eu vou ;)
    Fiquei como seguidora, viu?
    Abraço,
    Jussara - minasdemim

    ResponderExcluir
  7. Você é sensacional! Que texto bem escrito.
    Um beijo!

    ResponderExcluir

Obridada pela visita. É muito bom ter você por aqui!
Fique à vontade para deixar o seu recado.
Volte sempre que quizer.
Grande abraço